Por Que Não Indico Agências De Assessoria De Vistos

UNITED STATES OF AMERICA
Recebo emails regularmente de pessoas pedindo recomendações de agências de acessoria de vistos para os Estados Unidos e etc. Então vou listar a seguir os motivos pelos quais não indico empresas de acessoria de vistos, green card e etc:

1: Você não precisa de uma agência para conseguir o visto:

Por que na prática você não precisa de uma. Você sequer precisa saber falar inglês para ir no site do consulado americano e ver o que eles exigem para tirar quaisquer tipos de vistos – pois eles têm uma versão do site em português! Siga as instruções do consulado à risca e se tiver o que for preciso, vai conseguir tirar o visto e sem ter que pagar mais caro para isso.

2: Por que há muitos esquemas fraudulentos por aí:

Por que há muitos esquemas de “empresas” e indivíduos que cobram um absurdo e que prometem e garantem vistos e o green card. O problema com essas declarações é que NINGUÉM tem como te garantir que você vá tirar um visto ou conseguir o green card.

Ninguém, nem um advogado de imigração em mente sã vai te prometer tal coisa, mesmo que saiba que você tem tudo para conseguir.

Às vezes as pessoas entram nessas frias sabendo delas e em outros casos, sequer sabem que fazem parte de um esquema fraudulento de vistos. De qualquer forma, o resultado final é encrenca.

Conheça outros tipos de fraudes comuns na comunidade brasileira nos EUA.

3: Assessoria de verdade é só com advogado de imigração:

Quer uma assessoria ainda? Seu caso é complicado? Então pegue um advogado de imigração nos EUA. Não uma empresa de assessoria. Não um notário ou um paralegal que diz que pode fazer o trabalho de um advogado.

Notários somente podem se certificar que tal documento é verdadeiro e fazer certos atos públicos, eles não estudaram para advogar. Paralegals são assistentes jurídicos e eles/as podem até saber bastante dos processos, mas o título e profissão deles é paralegal e não lawyer. Pense nisso e sucesso na sua jornada imigratória.

Gostou do post? Compartilhe!

Faça parte da conversa: