Cuidado Com Esquemas De Brasileiros Nos EUA

  • * Esse post foi publicado primeiramente em 13 de abril de 2011. Atualizado em 4 de julho de 2016

Parece que, infelizmente, as coisas não mudaram muito desde a primeira vez que escrevi esse artigo em 2011. Tenho participado recentemente de vários grupos no facebook e tenho visto muitos golpes dentro da própria comunidades brasileira. Nem é tristeza que dá mais,  dá é desgosto de ver esse tipo de coisa acontecer.

Por isso resolvi republicar esse post antigo e adicionar no fim do mesmo dicas de como lidar com esse tipo de problema que atinge a muitos membros da comunidade brasileira na Flórida, mas tenho certeza que no restante do país também (e se você mora em outro estado americano e passou por isso ou conhece amigos que passaram por isso, conte para nós nos comentários abaixo).

O texto no original começa aqui:

Como é de se esperar toda vez que um brasileiro faz uma maracutaia nos Estados Unidos os olhos de todos se voltam à comunidade brasileira e o resultados muitas vezes não são positivos para os residentes permanentes brasileiros e até aqueles que desejam simplesmente viajar para os EUA.

Mas por que as ações dessas maçãs podres influenciam a visão que se tem da comunidade brasileira em geral dentro dos EUA? Pode ter gente que pensa que isso é injusto ou que as coisas não deveriam ser assim.

Infelizmente da mesma maneira que nós brasileiros temos a tendência de julgar outras minorias de estrangeiros que vivem no Brasil quando um deles faz algo errado e a colocar a culpa em todos os representantes daquele determinado país, os americanos  costumam fazer o mesmo conosco quando estamos dentro do país deles.

Certamente aqueles que fazem as sem vergonhices provavelmente pouco ligam para os resultados negativos que suas malandrices causarão para os demais compatriotas que por aqui vivem. Pelo menos até o dia em que eles quiserem patrocinar um visto para algum membro da família deles para vir para os EUA, caso ainda esteverem por aqui, ou tentar receber qualquer benefício do governo americano, daí sim eles terão seu troco bem recebido… Isso se eles já não estiverem sido pegos e mandados de volta para o Brasil, não?

Muitos dos benefícios que os americanos cediam para os brasileiros e outros estrangeiros nos EUA foram cancelados devidos à fraudes causadas por alguns brazucas. O exemplo da carteira de motorista é um deles. Antes das maracutaias feitas por hispânos, brasileiros e haitianos (em conjunto ou separadamente) em diversas regiões americanas,  era muito mais fácil tirar a carteira de motorista. Hoje em dia, na maioria dos estados, tirá-la é uma sucessão de documentos sem fim e etc.

Essa é somente uma das coisas que devido à ações de malandros se tornaram mais difíceis de se conseguir nos EUA.

Conheça tipos de esquemas e golpes de conterrâneos nos EUA:

Veja outros esquemas que alguns brasileiros costumam fazer nos EUA (você com certeza entenderá por que digo que às vezes ficar muito próximo da comunidade brasileira não é uma boa idéia):

Vender documentos falsos para imigrantes ilegais dentro dos EUA:

Em muitos casos até mesmo aqueles que vendem os documentos estão ilegais no país. Quando eles são pegos a comunidade brasileira inteira (contendo os honestos) costumam pagar o pato. Depois ainda tem brasileiro que pergunta por que é tão difícil conseguir visto para os Estados Unidos. Precisa explicar mais?

Anúncios enganosos em jornais brasileiros nos EUA:

Esse é o cúmulo do abuso e absurdo. Já ouvi e li sobre muitos relatos de gente honesta  que foi enganada em esquemas fraudulentos que utilizam classificados de jornais de língua portuguesa. Se os brasileiros não se ajudarem quem é que vai ajudá-los?

É incrível que a comunidade brasileira é uma das poucas que pensam dessa maneira. Outras comunidades de imigrantes costuma se unir em busca de melhorar para o grupo deles… O mesmo não acontece com os brasileiros. É desanimador.

Esquemas de envio de mudanças:

Um exemplo desses esquemas inclui o de empresas brasileiras de envio de mundanças para o Brasil. Basicamente o esquema funciona da seguinte maneira:  a pessoa contrata o serviço de mundança, paga adiantado e envia as encomendas para o Brasil e advinha o que acontece? As encomendas nunca chegam e quando a pessoa procura a tal compania para reclamar, na maioria das vezes ela nem existe mais.

Aluguél de casas em processo de penhora para outros brasileiros:

Você precisa alugar uma casa nos EUA logo, não fala muito do idioma e coloca sua confiança num agente imobiliário brasileiro e /ou num landlord brasileiro. A casa é uma maravilha e o valor do aluguél imperdível. Você fica tão vislumbrado que não percebe que o deal é bom demais para ser verdade.

Outra falcatrua comum é o aluguel de casas em processo de penhora para brasileiros. Muitas vezes são os conterrâneos que supostamente alugam essas casas maravilhosas por preços irrisórios e logo de depois de instalados na casa os inquilinos são despejados da moradia de uma hora para a outra. Os donos da casa peguem o dinheiro e somem e você fica no olho da rua.

Como não cair nesses tipos de esquemas de conterrâneos brasileiros nos EUA?

É normal se sentir perdido num pais novo, com uma vida nova, muitos dos brasileiros que vêm para cá vêm sozinhos e sem saber a quem recorrer, ou pior, colocar sua confiança em conterrâneos pois pensa que eles vão te ajudar…Mas você tem como se proteger desses esquemas, para isso é preciso se informar:

Há vários conterrâneos nos EUA que exploram brasileiros, quer achar eles? É só você ver a seção de busca de empregos de jornais brasileiros nos EUA. Portanto todo cuidado é pouco ao navegar esses tipos de sites.

Então saiba que:

Há leis que protegem até trabalho informal, desde que você tenha provas do ocorrido. É aí que ter um contrato assinado ,mesmo que informal: Pegue um papel e faça o empregador escrever um contrato simples:

  • com nomes completos do empregado e empregador
  • número de identidade (ou de pasaporte) dos dois
  • telefone dos dois
  • endereços atual dos dois
  • valor a ser pago, como será pago, quando será pago e descrição do trabalho a ser feito em troca do pagamento, etc

Se a pessoa não te pagar, você leva isso na corte de pequenas causas. Junte quaisquer provas de que você trabalhou para tal pessoa durante tal período.

Se a pessoa recusar a fazer isso, ele/a é malandro. Não perca seu tempo com eles.

Procure se informar sobre como é feito o pagamento em certos tipos de trabalhos antes de começar a trabalhar e quanto é pago em média por eles.

Ajudantes de limpeza (helpers), por exemplo (esses sao uns dos golpes mais comuns) são pagos no fim do dia e não por mês ou semanalmente e em dinheiro vivo, não em cheques ou outras formas de pagamento. Especialmente em trabalhos temporários.

Os links abaixo (use o google tradutor para traduzir as páginas se preciso) são de condados específicos da Flórida e mostram como resolver pendências de empregadores que não querem pagar nos EUA:

Para os outros tipos de fraudes listados acima (imobiliário, de empresas prometendo mundos e fundos e sumindo com seu dinheiro) visite esse site oficial do governo da Flórida, ele lista os orgãos para denunciar os esquemas ocorridos nesse estado.

Fique atento e não caia nessas e se tiver caído, denuncie os malandros! Eles continuam dando golpes pois os que sofrem ficam calados ou acham que não podem recorrer. O mesmo vale para denunciar os outros tipos de golpes citados no início desse texto.

Você só não pode recorrer como deve!

 

Quer morar nos EUA?

Gostou do Post? Compartilhe!

More about Lu

Seja bem vindo à perspectiva de uma brasileira sobre a vida e cultura dos Estados Unidos. A Brazilian take on the American Way of Life.

Comments

  1. Eu me envergonho de ser brasileira quando leio essas coisas…

    Eu não suporto o ‘jeitinho brasileiro’, de querer se dar bem, mesmo que para isso tenha que passar por cima dos outros; de cortar os carros pelo acostamento, para evitar um engarrafamento; de ‘estufar a barriga’ e entrar na fila preferencial para gestante (acreditem, eu já vi isso acontecer); de levar seus cachorros para passear na rua, verem eles fazendo suas necessidades e não recolherem; de jogar lixo nas ruas…

    Um País tão lindo como o Brasil sendo mal representado por grande parte dos seus cidadãos… Uma pena!!!

  2. Não adianta: O brasileiro nunca perde essa mania de “jeitinho”, essa mania de seguir a lei de Gerson à risca.
    Não são todos, é claro ! Mas a a grande maioria só quer saber de “levar vantagem em tudo” e o que é pior:
    Se orgulham da sua “esperteza”…
    Depois quando chegam a um país sério, quebram a cara…

  3. Infelizmente o brasileiro vê essa atitude nos seus governantes e imita. Eu não suporto esse perfil de alguns brasileiros assim como não suporto o Carnaval e o Oba Oba. Sempre morando no Brasil trabalhava longas horas e me via desrespeitado a todo momento por essa mentalidade. Mesmo vivendo em meio a pessoas civilizadas alguns brasileiros ainda não aprendem. Outro dia fiquei sabendo que em uma loja de brasileiros aqui em Orlando, o dono, que contrata ilegais, paga quase metade do salário mínimo americano para os empregados brasileiros que ainda são obrigados a ficar em pé na loja por 12 horas sem poder sentar-se um minutos e nos feriados e alta temporada chegam a trabalhar 18 horas num só dia.
    Leiam esse artigo aqui que mostra uma brasileira que foi pega na maracutaia. Irá presa por anos e depois deportada e ainda vai perder todo o dinheiro da maracutaia e as casa”s” que tem:
    http://passaportebrasilusa.com/2011/04/reputacao-brasileiros-nos-eua/
    Infelizmente por causa desses, pessoas de bem, que respeitam as leis como eu levam a fama…
    Bem feito! Que fique de exemplo pra outros!

  4. Assunto complicado!

    Abordei algo semelhante em meu blog TOTH :: Viagem & História e o assunto ferve até hoje. Fiz uma crítica imparcial a meu próprio povo, com base no que se passa cá em Portugal, onde vivo.

    Convite à polêmica: http://viagemehistoria.com/brasileiros-em-portugal-a-vergonha-que-passamos/

  5. Que horror, Marion. Essa de fingir estar grávida para poder ser atendida mais rápido é o fim da picada! Uma coisa que acho interessante é que algumas das coisas que você citou poderiam ser corrigidas até certo ponto se as leis que regulam essas violações realmente punissem os infringidores das mesmas. Agora devo dizer que no caso de outras é uma questão de respeito mesmo não só a si mesmo mas aos outros também. Ou aquele que, por exemplo, anda com o cachorro na rua e não recolhe as necessidades do bichinho acha que ele não vai pisar na ***** um dia desses se passar por lá novamente?

    O pior é que quando um faz um coisa errada está dando exemplo para os outros fazerem o mesmo, especialmente se essa pessoa sai impune. E o ciclo começa novamente.

  6. Renato,

    Por isso que achei estranho seu comentário rsrsrsrs É comentei sobre essa história do casamento arranjado em vários outros posts do blog e por isso não a coloquei nesse post, mas é sempre bom lembrar que esse é mais um tipo de golpe nos EUA e que ele não sai impune, não.

  7. Li o artigo e vi que ela provavelmente pegará 15 anos de cadeia antes de ser deportada! Mas olha que o interessante é que já ouvi falar que um cidadão americano que participa desses golpes geralmente pega 10 anos de cadeia. Isso nos mostra que os americanos levam as leis a sério e que eles punem os cidadãos também e praticamente na mesma medida. Mas no fim da história os brazucas tem muito mais a perder com isso. Por isso vivo repetindo que esse tipo de coisa não vale a pena.

  8. Ricardo,

    É bem por aí mesmo, a cultura aqui em relação a essas coisas é totalmente diferente e a punição é algo certo. Mas como eles dizem por aqui “Você pode tirar a mulher de Nova Iorque, mas não tira Nova Iorque da mulher”.

  9. OOie! luh bom tenho um divida voce sabe se eu tiver a cidadania de portugal fica mais facil para eu conseguir entrar nos eua ou fica na mesma?

  10. Dayane,

    Já respondi essa pergunta para outro leitor, somente mude de cidadania italiana para portuguesa no seu caso:

    Douglas,

    A cidadania italiana te dá somente o direito de entrar nos Estados Unidos como turista e ficar por 3 meses. O resto é tudo a mesma coisa seja para brasileiro, italiano, japonês, português e etc. Se você apresentar o passaporte italiano você não precisa de visto, mas se você usar o passaporte brasileiro você precisa de visto sim.

    Não há outra forma de se obter a cidadania . Todos os processos de imigração são os mesmos, tanto para brasileiros quanto para italianos.

  11. Recebi um email muito legal que retrata um pouquinho esse post (resumindo):

    “Estudos demonstram que a diferença entre países pobres e ricos está na atitude das pessoas, moldada no decorrer dos anos pela educação e cultura. A conduta da maioria das pessoas de países ricos e desenvolvidos segueos seguintes princípios:
    1 – A ética, como pricípio básico
    2 – A integridade
    3 – A responsabilidade
    4 – O RESPEITO ÀS LEIS
    5 – O RESPEITO PELOS DIREITOS DOS OUTROS CIDADÃOS
    6 – O amor pelo trabalho
    7 – O esforço para economizar e investir
    8 – O desejo de se superar
    9 – A pontualidade

    Nos países pobres, apenas uma minoria segue esses princípios…
    Não somos pobres porque nos faltam recursos naturais, por exemplo…
    Somos pobres porque nos faltam atitude
    Somos assim porque queremos tomar vantagem sobre tudo e sobre todos;
    Somos assim por ver algo que está errado e dizer: ‘deixa como está’
    Devemos ter atitude!!! Só assim poderemos mudar o Brasil de hoje!!!”

    E-mail verdadeiro!!! Temos de parar de pensar: ‘Pra que eu vou fazer o que é certo se tantos fazem o errado e ninguém liga!’

    Há pessoas que dizem que amam o Brasil, que não deixam de viver aqui de jeito nenhum…respeito a opinião e vontade de cada um, mas essas mesmas pessoas deveriam AGIR para mudar essa imagem que elas mesmas ajudaram a criar sobre o brasileiro ‘esperto’, que tira ‘vantagem’ de tudo e de todos…

    Pensem nisso!!!

  12. Marion,

    Muito bom, esse seu comentário realmente nos faz refletir e concordo que tem realmente a ver com todo o desrespeito. Infelizmente é uma questão de condicionamento cultural e temos que mudar isso… Não acho que essa mudança ocorrerá da noite para o dia, mas penso comigo que ela é possível assim que as pessoas abrirem seus olhos.

    Mais uma vez, estou longe de dizer que tudo é perfeito nos EUA, mas que nesses quesitos eles estão um passo a frente, eles estão. Obrigada por compartilhar esse email conosco, Marion.

    Abçs
    Lu

  13. Olha, não só as fraudes, mas sinceramente, tem muita mulher atrás de green card por ai que iludem muitos gringos, e depois quem leva a fama por isso somos nós, que consequentemente somos generalizadas e confundidas por essas pessoas.. eu já tive um feedback negativo de um aussie que namorei, inclusive nós terminamos por preconceito da família dele – em função de tantos casos de prostituição e outras coisinhas mais. Tem pessoas que se deixam influenciar muito fácil e quando vc envolve relacionamentos, é muito dificil e constrangedor ter que provar que não é mais uma aproveitadora. Infelizmente é assim.

  14. Alex,

    Infelizmente isso pode acontecer sim. Por isso o povo tem que parar com essas falcatruas de vez. Ah, sempre ouvi que australianos costumam ser mais preconceituosos do que americanos, inclusive isso era evidente na antiga política de “aceitação” de imigrantes no país deles. Hoje em dia, não tenho muita certeza… Mas li um artigo no qual um australiano descrevia o dia da Australia no qual muita gente de lá que faz baderna e insulta imigrantes de tudo que é jeito.

    Mais uma vez coisa de cultura. A nossa deve mudar e a dos australianos também (se as coisas forem desse jeito por lá mesmo).

  15. Olás!
    Ainda, sim, ainda moro no Brasil e tenho vergonha do “jeitinho” brasileiro. Estou cansada de tudo o que vejo! É gente de todo nível de escolaridade querendo levar o melhor, sem respeitar leis e os outros. É algo que está no Brasil inteiro, a começar dos políticos. Pagamos muitos impostos para sustentar a ladroagem deles. E, em efeito dominó, o que vemos é um país no caos da malandragem, da falcatrua. Infelizmente, os honestos existem, mas são poucos. Trabalho em uma universidade e lá, onde deveria ter honestidade, tem é grupo se beneficiando de projetos do governo… gente que tem o nome em publicação sem nunca ter escrito uma linha… gente com várias fontes de renda sem ter horas na semana para supostos trabalhos. Ou seja, recebem por horas de trabalho sem trabalhar.
    Bom, é isso. É terrível. Minha vontade é ir embora, mas justamente por causa dessas coisas, está cada dia mais difícil entrar no USA.
    Happy 4th USA!

  16. Obrigada pela participação, Ma. Infelizmente isso é comum e tem gente que trás isso para cá… Volte sempre!

  17. no brasil orgulham-se do jeitinho brasileiro, em portugal orgulham-se das cunhas (padrinhos pra arranjar emprego, conchavos politicos etc… ). Enquanto o povo não perder este geito de m**** o país não vai pra frente, seja com Dilma, sem Dilma ou com o mais honesto político do Brasil (ou de Portugal). Convençam-se que os culpados do brasil e portugal estarem na m**** não são dos politicos. O pilar da sociedade é o povo, e só o povo pode gerar consciencia civil e pessoas conscientes a todos os niveis da sociedade, incluindo os políticos. Um país é como um edifício, existe a fundação que é a base, depois os pilares, depois os acabamentos e o telhado. Ora se a base é areia movedissa tudo desmorona… Só mesmo com séculos com o povo a bater a cabeça na parede e de educação e mudança de mentalidades que isto muda…

  18. Agradeço pela informações,tem me ajudado muito tomar a decisões certas ,pois quero conhecer como e viver em uma cultura diferente do Brasil.

  19. De nada, Ana Paula. Obrigada por acompanhar o blog! Volte sempre.

  20. Somos o país do jeitinho, da malandragem, da carteirada, do rouba mas faz, da Lei de Gerson, de Zé Carioca, Pedro Malazartes e Macunaíma, o herói sem caráter. Com todos estes predicados jamais seremos uma nação de fato, brasileiro honesto é um ser geneticamente modificado, fazer tudo o que não presta está no seu DNA. Este país não tem mais jeito, só jeitinho, e a única saída para ele é a do aeroporto.

  21. Fiquei triste demais em ver um casal de brasileiros que venderam tudo que tinham e caíram num golpe de um cara que vive em Miami,um brasileiro ne,e ainda o canalha disse que nao fez nada,ate provar tudo,e tb nao sei se o pessoal viu,um brasileiro,entrou numa loja de venda de carros,deu um sinal de 600 dólares,mostrou uma van do outro lado da rua,disse que era sua,e ia em casa buscar os documentos e tudo mais pra fazer a transação no carro,levou o carro da loja,dois meses pra pegar o canalha,foi preso,na hora da prisão ainda agredindo os brasileiros dono da concessionaria,com palavras baixas,e pior,ele ficou numa casa de brasileiros que o ajudou a conseguir algo,e roubou a Van deles,meu,na boa,como o malandro consegue vir pra ca,e esperar que vai fazer todo mundo de trouxa,roubar,andar na rua como um cidadão de bem e ficar por isso mesmo?aqui nos temos tantas oportunidades,sim trabalhamos duro,mas temos uma vida super legal,e um, terror isso

Leave a Reply

Faça parte da conversa: