14 De Junho: O Dia Da Bandeira (Americana)

o dia da bandeira (americana) nos EUA
por skynoir via flickr

O 14 de junho é o dia que celebra a primeira bandeira oficial americana. Veja outras curiosidades sobre a famosa bandeira:

 

fotos bandeiras dos EUA
Essa foi a primeira bandeira americana (1775-1777) mas não a oficial. por nostri-imago via flickr

  • A criação da primeira bandeira oficial dos EUA se deu em 14 de junho de 1777. Ela tinha 13 estrelas, 13 listras, como mostra a réplica da foto abaixo. Ela é conhecida como Betsy Ross Flag, nome da  costureira que supostamente criou a bandeira a pedido de George Washingon.
fotos bandeiras americanas
por nostri-imago via flickr. Essa foi a primeira bandeira oficial americana.

  • O dia da bandeira americana (flag day) também é o dia que celebra a criação do exército americano.
  • A bandeira tem alguns apelidos: Star Spangled Banner, Star and Stripes e Old Glory.
  • A bandeira atual tem 50 estrelas, cada uma representando um dos estados americanos, porém a primeira bandeira oficial tinha somente 13 estrelas e 13 listras.
  • É interessante notar que em 1777, a distribuição das estrelas não foi especificada e por isso havia variações das estrelas nas bandeiras pelos estados. Algumas delas, no mínimo diferentes. A bandeira que inspirou o nome Star Spangled Banner, foi uma versão antiga da bandeira – com 15 estrelas e 15 listras, como a réplica da foto abaixo.
curiosidades sobre a bandeira dos estados unidos
por nostri-imago via flickr

  • Em 1794 a bandeira tinha 15 listras pois mais 2 estados tinham sido anexados à União. Finalmente em 1818, o congresso decidiu que a bandeira teria somente 13 listras (para representar as 13 colônias) e que somente o número das estrelas mudaria conforme mais estados fossem anexados.
  • Em 1916, o presidente Woodrow Wilson oficializou o dia 14 de junho como o dia da bandeira no calendário nacional.
  • E somente em 1960, a estrela do último estado, o Havaí, foi adicionada à bandeira.

 

quando é o dia da bandeira nos EUA
por pezz via flickr

Fique por dentro dos posts do blog!

Cadastre seu email abaixo

Quer morar nos EUA? Veja as dicas!

Gostou do post? Compartilhe!

More about Lu

Seja bem vindo à perspectiva de uma brasileira sobre a vida e cultura dos Estados Unidos. A Brazilian take on the American Way of Life.

Comments

  1. Eu li um americano dizendo isso: Money before health. Sorry to any American Doctors out there, but you are greedy. You will suggest any kind of surgery to anyone, even if they don’t need it, just in order to make a quick buck off of someone. ”Does your tooth hurt? I’m just gonna yank it without even looking at it to see what the problem really is, and then give you a fake tooth. An easy $4,000 in my pocket!” said Doctor Tooth. ”Oh, your pee-pee hurts, Bobby? I’m just gonna chop part of your penis off without seeing if you have a simple Urinary Tract Infection because I’ll get a cool $1,000 bucks for a one minute procedure- and I don’t care if it has life long implications.” Said OBGYN Katy. Yeah, this kind of thing will happen to you if you don’t put your foot down. The doctors will push every procedure and every medicine down your throat if you let them. All in the name of $$$$$$$$ and lack of care about people and consequences.

    O que você acha disso?

  2. Isso não acontece só aqui como no Brasil. Trabalhei em hospital e farmácia no Brasil e sei como funciona o venda indiscriminada de remédio só para fazer dinheiro extra, exames que não precisam fazer e quando precisa não fazem, cesárias desnecessárias só para ganhar dinheiro. agora não dá para generalizar e quando você vê um “profisisonal” tentando fazer esse tipo de prática a pessoa tem que ter discernimento e reclamar pelos seus direitos de consumidor senão o ciclo não pára. Isso aqui é chamado de malpractice. e para isso existe o departamento de defesa do consumidor. Outra coisa é ir em mais de um médico para ter mais opiniões, e a pessoa não é obrigada a pegar o primeiro médico que aparece e tem que reclamar quando acontece. Essa é minha opinião.

Leave a Reply

Faça parte da conversa: