Do Maranhão Para O Tennessee

a vida de uma brasileira no Tennessee
por auvet via flickr

A entrevista de hoje é com a Luana F., veja o que ela tem a dizer sobre como é morar no Tennessee:

Viver Nos EUA: Há quanto tempo você mora nos EUA e em que? Em que cidade do Brasil você morava antes de vir para cá?

Luana F.: Moro nos EUA há 4 meses, numa cidade pequenininha chamada Piney Flats. Antes de vir para cá morava em São Luís-MA. Vim para os Estados Unidos através do visto K1.

V.N.E.: Como está sendo seu processo de adaptação no Tennessee comparando sua vida no Maranhão e no Tennessee?

Luana F.: Está sendo muito tranquilo, fácil, gosto da vida aqui, no Brasil nunca fui muito de sair, ter muitos amigos, sou bem caseira, então me adaptei de cara, felizmente.

uma brasileira no Tennessee
por auvet via flickr

V.N.E.: O que você mais curte na sua área?

Luana F.: Acho que o visual como um todo, é uma área muito bonita, rodeada de montanhas, pastos, agora na primavera o lugar está especialmente lindo. Inclusive tenho muitas vaquinhas e cavalos como vizinhos, rs. É satisfatório você sempre que sair ter uma vista assim para apreciar, dá uma sensação de paz.

V.N.E.: O que você menos gosta no Tennessee?

Luana F.: O fato de não ter muita coisa para fazer. Creio que não seria o local mais adequado, pelo menos a cidadezinha em que moro, para alguém que curta muitas saídas e diversão.

V.N.E.: O que mais te surpreendeu ao chegar nesse estado e nos EUA em geral?

Luana F.: A limpeza e organização dos lugares, bem como a arquitetura das casas, das cidades, é tudo muito bonito.

V.N.E.: Há alguma atração turística da sua área que você indicaria?

Luana F.: Sem dúvida Gatlinburg e Pigeon Forge (ambas cidades resorts aos pés das montanhas), é um ótimo passeio, as duas cidades ficam a duas horas de onde moro e até agora foi o passeio mais bacana que fiz. São cidades turísticas, cheias de atrações, parques, aquários, muita coisa para ver e fazer.

Ficam lá também as famosas Smoky mountains. Mas devo avisar, os passeios lá são um pouco caros, rs. Vale a pena
ficar em um hotel mais modesto, barato e assim poder aproveitar o lugar sem gastar tanto
por um fim de semana.

como é morar no Tennessee
por autumnal_hedge via flickr

V.N.E.: Há um perfil típico que vc tenha notado dos habitantes da sua cidade
e/ou estado?

Luana F.: A maior parte dos habitantes é de americanos, famílias americanas, não vi estrangeiros aqui até agora, no supermercado, farmácia, por exemplo. Fico me perguntando se sou a única. Já em Johnson City, cidade um pouco maior, que fica a uns 25 minutos daqui se encontra mais pessoas de outras culturas, como mexicanos e asiáticos.

V.N.E.: Você já visitou outro estado americano? Qual? Gostou? Ou que estado
gostaria de visitar e pq?

Luana F.: Apenas Atlanta-Geórgia até agora, pois foi lá que desembarquei ao chegar nos Estados Unidos. Do pouco que vi gostei, é bonito e organizado, como era de se esperar, mas gostei mais do Tennessee. Passei muito pouco tempo lá para formular uma opinião mais completa.

 

V.N.E.: Com o que você já se acostumou nos EUA?

Luana F.: Com levar uma vida pacata e tranquila, com a comida, diferente do que ouvi muitas vezes não acho a comida daqui tão apimentada, creio que isso deva acontecer mais em Estados como Califórnia e Flórida. Os restaurantes muito baratos, o que acho incrível, pois quem vem do Brasil sabe o quanto restaurante geralmente custa caro lá, com o bom atendimento nas lojas, são bem educados e simpáticos no geral.

do maranhão ao tennessee
por pmillera4 via flickr

V.N.E.: Com o que você está tendo mais dificuldades em se acostumar na sua
vida nos EUA?

Luana F.: Até agora nada, não sei se será igual quando eu começar a estudar e trabalhar.

 

V.N.E.: Você já se sentiu tentada a voltar para o Brasil – para morar?

Luana F.: Não me senti. Não tenho vontade ou planos de voltar para o Brasil. A situação lá principalmente agora não é das melhores, muita criminalidade, os preços exorbitantes, política então nem se fala. Eu prezo muito ter qualidade de vida e isto está difícil lá, infelizmente.

 

a vida de uma brasileira no Tennessee
por mobilene via flickr

 

V.N.E.: Do que você sente mais falta no Brasil?

Luana F.: Dos poucos e bons amigos que deixei.

 

V.N.E.: Que conselhos você daria para quem quer morar nos EUA como você?

Luana F.: Que lute pelos seus sonhos, mas fazendo tudo certo, respeitando o país e suas políticas e tentando se adaptar ao lugar e sua cultura. Não encorajaria vir de forma ilegal, pelo que vejo não vale a pena, ainda mais se o Donald Trump for o novo presidente. Obrigada e boa sorte a todos!

 

Quer morar nos EUA também? Compre os ebooks da Lu!

Gostou do post? Compartilhe!

More about Lu

Brasileira casada com americano. Moro nos EUA há mais de uma década.

11 thoughts on “Do Maranhão Para O Tennessee

  1. Ana

    Não sei de quem foi o parênteses mas Gatlinburg e Pigeon Forge não são resorts, são realmente cidades e ficam no condado de Sevier. Muito lindo tanto um lugar quanto o outro.

  2. Raisse

    Olá, gostaria de saber o email ou outro contato da Luana!
    Obrigada

  3. Raisse

    BTW, gostei muito do seu blog, pretendo ir para os Eua e adorei as dicas!

  4. Lu

    Bem, a informação que achei sobre ambas é de que são cidades resortes no condado que você disse, Ana. Por essa razão coloquei isso no texto.

  5. Kari

    Mesmo coisa comigo, amei a organização e limpeza e até agora não senti muitas dificuldades (só ficar longe da família e toda a documentação para o green card rs).
    AMEI a cidadezinha. Muito fofa, lembra o Sul do Brasil um pouco.
    Tb moro em uma cidadezinha pequena e não tem muito o que fazer (e nenhuma opção sem carro tb), por isso não vejo a hora de ir para a faculdade e poder mudar para uma cidade maior =).

  6. Lu

    Obrigada, Raisse. Vou passar seu email para a Luana e ficará a critério dela te responder, OK?

  7. Raisse

    Ok! Thanks! 🙂

  8. Lu

    Já passei. De nada.

  9. Lu

    Engraçado, Kari, que também pensei a mesma coisa sobre o Sul do Brasil quando vi fotos da área rsrs

  10. Luana

    Olá, Kari! Para quem não tem carro é realmente difícil, pois não há como contar com ônibus aqui. Os Americanos não sofrem com isso, creio eu, pois têm carro. Por enquanto não me incomoda pois sempre saio com meu marido, mas quando eu começar a estudar e trabalhar como planejo com certeza precisarei de um carro.

  11. Kari

    Igualzinho comigo, Luana! Ainda não me incomoda muito, porque, quando preciso ir a algum lugar, peço que ele me deixe e depois vá me buscar, mas quando começar a estudar e trabalhar, vai fazer toda a diferença!

Faça parte da conversa: