Como É A Vida Em Houston, Texas?

Downtown Houston Texas
por thomashawk via flickr

Já se perguntou como é viver em Houston, no Texas? Hoje converso com o Glauber Rodger , ele atualmente mora em Houston e vai nos contar como é a vida no estado dos cowboys.

Viver nos EUA: De que parte do Brasil você é, onde você mora nos EUA e há quanto tempo?

Glauber Rodger: Vim de São Paulo para Houston, Texas, em setembro de 2014. Um relato completo sobre esta aventura você encontra aqui.

V.N.E.: O mais te surpreendeu em Houston assim que você chegou aí?

G.R: O Texas é a Itu dos EUA, ou seja, aqui tudo é gigante. Rodovias, pontes, carros, monumentos… enfim, o texano tem este pensamento desuperioridade que é perceptível nas coisas do dia a dia. Tanto que é muito fácil encontrar pelas estradas por aí a famosa placa “Don’t mess with Texas”.

como é viver em houston texas EUA
Jogo do time de futebol local, o Houston Dynamo. Excelente entretenimento, já o nível técnico do futebol deixou um pouquinho a desejar.

V.N.E.: Como foi sua adaptação, tendo em mente as diferenças entre São Paulo e Houston?

G.R: Houston tem muitas semelhanças com São Paulo. Ambas são muito grandes (Houston é a quarta maior cidade dos EUA), possuem grande diversidade cultural e infindáveis opções gastronômicas.

Devido as essas semelhanças e também ao fato de as coisas que me incomodavam em São Paulo são praticamente inexistentes, o processo de adaptação foi bem tranquilo.

V.N.E.: Com o que você se acostumou mais rápido até agora na sua adaptação nos Estados Unidos?

G.R: Com o ritmo de trabalho daqui. Apesar de ser bem diferente da minha realidade no Brasil, foi tranquilo me acostumar à rotina do acordar cedo, ir para o trabalho, almoçar em meia-hora (às vezes na frente do computador) e voltar ao trabalho.

V.N.E.: Com o que você não se acostumou até hoje?

G.R: Com os alertas de tornados que volta e meia soam no celular ou interrompem a programação de tevê ou rádio. Para quem não está acostumado com este fenômeno natural (para mim Twister era apenas o filme a que assisti em minha adolescência – risos), é bem assustador ter de levantar no meio da madrugada e ir com a família para o closet esperar o “ventinho” passar. Felizmente não fomos atingidos por algum tornado ainda, mas o susto é algo imensurável.

V.N.E.: O que você mais curte em Houston?

G.R: Tranquilidade inerente aos “Suburbia Paradises”, como um primo meu costuma falar. É uma área estritamente residencial, com ampla área verde e opções de lazer para curtir com a família e criar aquela sensação de lar. Em São Paulo, mesmo em casa, ainda ouvia o trânsito da rua e outros barulhos. Aqui, em meu condomínio é uma verdadeira paz.

V.N.E.: Do que você menos gosta em Houston?

G.R: Definitivamente, da falta de educação de boa parte dos motoristas. Acham que são invencíveis dentro dos carros, não ligam seta para entrar em ruas ou mudar de pista. Bem parecido com São Paulo…

como é dirigir em houston texas USA
Junction of Interstate 610 and Interstate 45, Houston, Texas by kenlund via flickr

V.N.E.: Quais atrações turísticas da sua área você já visitou e quais delas ainda não mas gostaria de visitar?

G.R: Já visitei o George Bush Park, uma reserva florestal com campos de futebol, parque para cachorros, visitei alguns museus (Museum of Holocaust, Butterfly Museum, Museum of Natural Science), Hermann Park, Japanese Garden.

Já fui duas vezes ao Johnson Space Center (NASA). Passei o último réveillon em Kemah, uma cidadezinha a caminho do Golfo do México muito bonita. Mas ainda tem muitos lugares para serem
visitados.

Hermann Park Japanese Gardens by gold41 via flickr

V.N.E.: Quando seus amigos e familiares brasileiros te visitam onde você os leva (algo imperdível na sua opinião) e onde você jamais os levaria?

G.R: Para quem nunca foi, acho bem interessante conhecer a Nasa. É impressionante ver o tamanho dos foguetes e toda a tecnologia utilizada há mais de quarenta anos nesta aventura espacial. Até agora, sempre levei meus convidados lá. E felizmente ainda não tive o desprazer de me deparar com um tourist trap.

V.N.E.: Há um perfil típico de pessoas que vive mem Houston? Seja em personalidade, idade, nível educacional, aspirações ou qualquer outro detalhe que você tenha notado?

Glauber: Apesar de existiram muitas regiões em que se nota a predominância de determinado nicho étnico ou cultural, em meu bairro há grandediversidade. Existem asiáticos, mexicanos, americanos… Por enquanto não conheci nenhum brasileiro por perto.

 V.N.E.: Como você compararia o custo de vida em Houston e São Paulo?

Glauber: São Paulo é uma cidade caríssima e Houston, apesar de ser uma cidade também cara, possui um custo de vida razoável, melhor que o de São Paulo. Entretanto, creio que os maiores benefícios são provenientes da economia do país, e não da cidade/estado. O dinheiro nos EUA pode comprar bem mais que o Brasil. Os preços são mais justos. Se for comparar apenas as cidades, New York seria a opção mais semelhante a São Paulo em custo de vida

V.N.E.: Como você descreveria o Mercado de trabalho e imobiliário na sua região?

Glauber: Em minha área de trabalho – Tecnologia da Informação – Houston éuma cidade em constante crescimento, sempre em busca de profissionais qualificados. E a diversidade cultural é impressionante. Só em meu time existem pessoas de seis países diferentes.

Quanto ao Mercado imobiliário, posso falar apenas sobre valores de aluguel, pois, como vim com visto de trabalho (H-1B), minha estadia aqui é temporária. De qualquer forma, o site HAR.com oferece informações valiosas sobre opções de imóveis.

como é morar em houston texas USA
Kemah, Texas by mikejuvrud via flickr

V.N.E.: Você trocaria sua vida onde mora ou já pensou em se mudar para outra área dos EUA?

Glauber: Estou plenamente satisfeito com a vida aqui em Houston. Uma cidade que não me deixa sentir saudades do movimento de São Paulo, e agrega muitos outros benefícios que não tinha lá.

Nunca pensei em me mudar, mas não fecho portas para oportunidades no futuro. Gosto muito de San Francisco e San Diego, ambas na California, e tenho boas impressões de Charlotte, na Carolina do Norte. Quem sabe no futuro…

V.N.E.: Você já morou e outra região dos EUA?

Glauber: Apesar de já ter viajado por muitos estados dos EUA, minha porta de entrada como morador foi Houston.

V.N.E.: Você já pensou em voltar para o Brasil?

Glauber: Conforme mencionei, minha permanência aqui é temporária, devido à validade do visto de trabalho. Entretanto, se dependesse apenas de minha vontade, definitivamente que não voltaria para o Brasil.

A qualidade de vida aqui é incomparável. O único revés é a sadaude, mas para isso tem Facetime, Skype e promoções em passagens para os parentes fazerem um turismo nos EUA e aproveitar pra matar a saudade 🙂

V.N.E.: Quais conselhos você daria para aqueles que desejam morar nos Estados Unidos?

Glauber: Domine o idioma e seja um hardworker. A camaleonice inerente ao brasileiro o ajuda a adaptar-se facil e rapidamente a qualquer cultura.

Entretanto, ser valorizado por um empregador depende apenas de duas coisas: ter a capacidade de comunicar-se com fluência e mostrar que vale a pena investir em uma contratação internacional
devido ao valor que você poderá agregar à empresa.

Para quem for de minha área, a dica é: seja visto, faça um networking. Seja mais do que um currículo ou perfil no LinkedIn.

Acaba aqui a entrevista com o Glauber. Agradeço a ele pela cortesia das fotos e pelo bate papo.

ebook morar nos EUA

101 Dicas Para Quem Quer Morar Nos EUA
Price: $7.00 USD

Gostou do post? Compartilhe !

More about Lu

Brasileira casada com americano. Moro nos EUA há mais de uma década.

5 thoughts on “Como É A Vida Em Houston, Texas?

  1. rita

    Ele citou a falta de educacao dos motoristas,como ja vai para 7 anos que estou aqui,eu sei que realmente isso e um problema,principalmente quando voce esta na estrada e o pessoal quer ultrapassar,eles colam literalmente o carro na sua traseira,as vezes voce nao tem como passar pra direita,isso realmente e um grande risco,porque pela velocidade que dirigimos aqui,se bate,ja era,talvez seja porque estas ditas pessoas nunca tiveram um acidente,ou alguem da familia,no meu caso meu filho,ja contei aqui,parado para uma senhora virar a direita,e veio um louco,de caminhonete,bateu no meu filho,num lugar de 45,o que ele deveria estar numa velocidade muito alta,porque jogou meu filho do outro lado da pista,Deus foi infinitamente maravilhoso,nada aconteceu com meu filho,mas o carro,recem comprado,se acabou,virou sucata,quanto a seta,raramente alguem faz isso,realmente nos tira do serio,porque voce nao imagina que o sujeito vai virar,incrivel mas a maioria dos acidentes aqui na pequena cidade de Los Lunas,e batida na traseira,por isso mesmo,eu ja peguei a pratica,dou uma bela distancia do outro carro na frente,tem funcionado,haha,mas o resto,falo todos os dias,acho que nasci no lugar errado,porque nao quero sair daqui nunca mais

  2. Novais

    Olá! Eu gosto muito de seu blog e estou começando á acompanha-lo, pois no futuro bem penso em ir para os EUA.

    Seria bem legal que vocês (ou a autora) fizessem um post sobre Cinema, Estúdios ou algo próximo disso, pois eu queria saber como são os eventos que tem aí e tudo mais.

    (Sinceramente, penso em ir pros EUA para escrever livros ou trabalhar dentro de estúdios de cinema 🙂 )

  3. Lu

    Olá Novais. Obrigada por acompanhar e pela sugestão. Escreverei algo sobre o assunto em breve. Aguarde.

  4. Stephanie

    Também moro em Houston e vim de São Paulo e concordo com o que o Glauber falou. Eu simplesmente adoro Houston! Uma das coisas mais legais pra mim é o fato de ser uma cidade bem internacional. Existem muitos imigrantes de vários países e isso torna a cidade muito rica do ponto de vista cultural.

  5. Christiane

    Sou dentista, meu marido engenheiro mecanico e temos um filho de 3 anos de idade. Meu marido recebeu uma proposta para trabalhar em Houston em caráter definitivo. De certa forma isso me animou, pois moramos no RJ, Brasil, e morro de medo da violência aqui. Fora que o RJ e o Brasil como um todo, estão passando por uma grave crise. Gostaria de saber como é para conseguir um emprego em Houston, qual a faixa de salário, e o tipo de emprego que eu poderia encontrar, já que eu iria acompanhar meu marido, e teria que abandonar minha profissão aqui no Brasil.
    Outra coisa que gostaria de saber é com relação a educação. Como seria para o meu filho? O que vcs aconselham?
    Estou muito perdida qto a decisão.
    Obrigada.
    Att.,
    Christiane

Faça parte da conversa: