Como É Morar Em Miami?

como é morar em Miami?
by denismessie via flickr

Dando continuação a série da vida nos 4 cantos dos States: A entrevista de hoje é com o Alex Souza, empresário do ramo de turismo que mora nos EUA há um bom tempo.

Ele atualmente reside em Miami e é dono do canal The America Uncut no YouTube e do site Meu Guia USA. Dê uma conferida nos vídeos dele e se você sempre quis saber como é a vida nessa cidade, veja o que ele nos disse abaixo:

Viver Nos EUA: Em que cidade e estado americano você mora? Há quanto tempo você vive nos Estados Unidos e em que parte do Brasil você morava antes de vir para cá?

 

Alex: Vivo nos E.U.A. a 17 anos dos quais os últimos 8 anos em Miami, os outros 9 anos eu dividi entre New York, New Jersey, Massachusetts, Mississippi e Arizona.

Eu nasci no interior do Espírito Santo em uma cidadezinha de 200 mil habitantes chamada Linhares. Meus pais são separados e meu pai veio morar em New Jersey com sua outra família e como eu sempre sonhei em conhecer o país dos filmes e desenhos da TV eu o convenci a tazer-me quando eu tinha 16 anos de idade, me encantei e aprofundei minhas raízes e aui estou até hoje e não pretendo mudar de país jamais.

 V.N.E.: Como foi sua adaptação, tendo em mente as diferenças entre a cidade brasileira que você morava e sua vida aqui?

Alex: Para mim a adaptação foi super tranquila por causa da idade, tudo era novo e minha mente estar nova e aberta ao novo, ao aprendizado, como no Brasil tudo que eu fazia era casa, igreja e escola tudo que vivi pela primeira vez foi aqui, tudo que aprendi de essencial para me tornar quem sou hoje foi aqui.

como é morar em Miami
by mike5150 via flickr

V.N.E.: O que você mais curte em Miami?

Alex: Eu amo Miami porque apesar da grande miscigenação que há aqui todos convivem bem e com maior aceitação e tolerância se comparados com outros lugares que já vivi, a diversidade cultural, a comida, o clima, a natureza, praias, museus, festas, a limpeza e planejamento urbano faz de Miami uma cidade tão única que atrai turistas do mundo todo desde celebridades até o mais anônimo dos visitantes.

V.N.E.: O que você menos gosta dessa área?

Alex: Junto com a diversidade cultural infelizmente também vem alguns maus costumes de algumas nacionalidades que acabam afetando diretamente os que vivem aqui e que não compactuam com certos hábitos e atitudes, como por exemplo maneiras de burlar as leis para benefício próprio, para fraudar outras pessoas e sistemas, sempre se tem notícias da prisão de alguém tentando dar um “jeitinho” para as coisas.

 

V.N.E.: O que mais te surpreendeu em Miami e na Flórida assim que você chegou lá?

Alex: A limpeza, organização, planejamento , variedades de atividades e coisas interessantes para se fazer, em 8 anos eu nunca me preocupei por não ter o que fazer.

 

V.N.E.: Como você descreveria sua a vida agora?

Alex: Muito feliz, satisfeito e a caminho da realização completa.

 

V.N.E.: Quais atrações turísticas da sua área você já visitou e quais delas você ainda não visitou e por quê?

Alex: A famosa Miami Beach, O museu Viscaya, o incrível Miami Zoo, o Parque Nacional do Everglades, o Art Deco District, o museu de história natural de Miami, O Museu de artes modernas de Fort Lauderdale, O Art District, entre várias outras atrações e parques que fariam esta lista muito longa.

Ainda me falta visitar o Miami Seaquarium que ainda não visitei porque não tenho pressa em visitar por se parecer muito ao “Aquatica Seaworld” em Orlando ao qual já estou bem familiarizado.

como é viver em Miami
by leonardodasilva via flickr

 V.N.E.: Quando seus amigos e familiares brasileiros te visitam onde você os levam (algo imperdível para se fazer aí) e onde você jamais os levaria (algo que é uma perda de tempo ou uma tourist trap)?

Alex: A maioria das visitas que recebo querem conhecer Miami Beach, querem ir às compras nos outlet malls e shoppings de griffes de Miami e Aventura, Os levo ao Zoológico de Miami e uma mini viagem pelas ilhas do arquipélago de “Florida Keys” que são internacionalmente conhecidas por suas belezas naturais, águas turquezas e cristalinas, ótimas para mergulho ou simplesmente relaxar, algo indispensável para quem está só de passagem e não pretende voltar tão breve. Eu não consigo pensar em algum lugar que não os levaria.

 

V.N.E.: Há um perfil “típico” de pessoas que vivem onde você mora? Seja em personalidade, idade, nível educacional, aspirações ou qualquer outra coisa que você possa ter notado ao morar aí?

Alex: Como já falei, por Miami ser uma cidade tão rica culturalmente é difícil notar uma personalidade que se destaque, há tantos jovens quanto há maiores de terceira idade, tantos C.E.O.’s quanto trabalhadores da construção civil, o que penso é que quase todos ou a maioria parece concordar que essa maioria ama festas!

 

V.N.E.: Como você compararia o custo de vida em Miami e Linhares?

Alex: Infelizmente não há comparação. Não se pode comparar o custo de vida X qualidade de vida (benefícios) entre minha cidade natal com Miami, pouquíssimas cidades brasileiras (se alguma) estariam áptas a competirem diretamente com Miami.

como é morar em Miami
by mrosenquest via flickr

 V.N.E.: Como você descreveria o mercado de trabalho e imobiliário na sua região?

Alex: Todo o país sofreu com a crise devido a explosão da bolha imobiliária no ano de 2008, e dos estados que mais sofreram foi a Flórida, e Miami a cidade que mais sofreu no país. E essa crise foi a pior que já vivi desde que vivo nos EUA, especialistas dizem que foi tão forte quanto a grande crise de 1929.

Miami é uma cidade baseada no turismo e no mercado imobiliário, e esse mercado não se recuperou totalmente ainda mas nota-se uma incrível recuperação de meados de 2014 até os dias presentes, e com isso o mercado de trabalho também está em alta pois os investidores voltaram à ativa e toda a economia voltou a girar e muito em breve estaremos tão bem se não melhores do que antes da crise de 2008.

 

V.N.E.: Você trocaria sua vida onde mora ou já pensou em se mudar para outra região ou cidade americana?

Alex: Hoje eu não trocaria Miami por nenhuma outra cidade nos E.U.A. porque nenhuma outra cidade tem o pacote tão completo como Miami, quesitos tais como: Clima e posição geográfica, limpeza, organização, planejamento, natureza, diversidade cultural, atrações/coisas para fazer, oportunidades de trabalho e realização profissional, custo de vida x qualidade de vida mais compensador do país na minha opinião.

 

V.N.E.: Você já morou em outra parte/cidade dos EUA? Como você compararia ela a cidade onde voce vive atualmente?

Alex: Como já disse anteriormente eu já morei em vários estados e cidades de leste a oeste, de norte a Sul nos E.U.A., e o que posso dizer resumidamente é que Miami é uma cidade jovem, nova e atraente, com muito potencial e em constante crescimento.

Eu a vejo como uma mulher jovem, bem arrumada e bem cheirosa, descolada, inteligente e prazerosa de estar em companhia, e todas demais cidades que conheço no país as vejo como senhoras de mais idade, mais tradicionais, mais estudadas porém também mais custosas, mais despendiosas e mais estressadas.

como é morar em Miami
by wyntuition via flickr

 V.N.E.: Com o que você se acostumou mais rápido durante sua adaptação nos EUA?

Alex: Com o respeito que as pessoas tem em tudo! Com outras pessoas, com as leis, com o ambiente onde vivem.

 

V.N.E.: Com o que você não se acostumou nos EUA até hoje?

Alex: Com a distância do Brasil e a maratona que é para visitar famíliares e parentes.

 

V.N.E.: Você já pensou em voltar para o Brasil? Quando e por quê?

Alex: Sim, durante a crise de 2008 quando perdi tudo que tinha, minha empresa, trabalhos, segurança financeira, minha paz e até entrei em depressão por isso. Graças a Deus isso ficou no passado.

como é viver em Miami
by southbeachcars via flickr

 V.N.E.: Você tem algum (ns) conselho (s) que gostaria de dar para aqueles que desejam morar em Miami e nos EUA?

Alex: Estude, estude e estude. Aprenda o idioma e uma profissão que seja reconhecida e valorizada aqui para tornar sua transição mais fácil e sua vida mais gratificante a longo prazo.

Não cometa os erros que a maioria comete em vir despreparados e aceitando o mínimo que te oferecerem, mire na lua e ainda assim se errar acertará alguma estrela!

Acaba aqui a entrevista com o Alex. Já morou ou mora em Miami? Gostaria de adicionar algo ao texto? Deixe seu comentário abaixo.

 

Quer saber mais sobre os EUA? Veja os ebooks da Lu!
Conhece alguém que quer morar em Miami? indique a entrevista!

More about Lu

Brasileira casada com americano. Moro nos EUA há mais de uma década.

5 thoughts on “Como É Morar Em Miami?

  1. icaro cabral

    Meu nome é Icaro sou Graduado em redes de computadores trabalho como programador, quero muito fazer um mestrado nos estados unidos na area de desenvolvomento so que como meu curso é de dois anos parece que tenho que completar a minha grade com mais dois. voce que mora ai a mais tempo entende como funciona esse sistema se pude me ajudar com essa duvida fico grato

  2. Crysana Moschen

    Queria saber como é morar em Pompano Beach FL e sobre os crocodilos.

  3. Lu

    Assim que encontrar algum brasileiro que more em Pompano e que esteja disposto/a a falar sobre suas experiências nessa cidade, publicarei uma entrevista a respeito com certeza. Então fique ligada. Mas se você quer ter uma idéia, se você morar no litoral brasileiro já tem, é praticamente que nem morar numa cidade praieira brasileira, só tem brasileiro lá 😄

  4. Aldemar Rosa

    Quais são os direitos de uma pessoa que tenha 65 anos, recebeu o Greencard há um ano e nunca recolheu impostos. Digo como direitos, assistência médica, aposentadoria, ou algum benefício.Obrigado.

  5. Lu

    Olá Aldemar. Praticamente nenhum. O green card somente te dá o direito de morar, trabalhar e estudar nos EUA. Aposentadoria você teria que 1 ser cidadão e 2 ter recolhido anos de impostos aqui para poder receber. E se você quer se tornar cidadão, o que você poderá fazer daqui alguns anos (o tempo varia de acordo com o tipo de processo que te deu o green card) você não pode receber nenhum benefício de ajuda do governo senão não pode se tornar cidadão. Sucesso!

Faça parte da conversa: