Como É Se Casar Nos EUA?

como é se casar nos Estados Unidos
por vinzip via flickr

Já se perguntou como é se casar nos Estados Unidos? Se há diferenças nas cerimônias de casamentos nos Estados Unidos versus as cerimônicas tipicamente brasileiras? E quanto a comprar vestidos de noivas e regras de vestimentas para esse dia tão especial? É sobre isso que falarei com a Michelle, que já nos contou anteriormente sobre sua  vida em Downtown Chicago.

 

Viver Nos EUA:Como você conheceu seu marido? Qual a faixa etária de vocês?

Michelle: Nos conhecemos em um bar em Chicago. Ele disse que ouviu um sotaque diferente e veio falar comigo. Ele é 4 anos mais novo do que eu! Rs Tenho 31 e ele 27 anos.

V.N.E.: Vocês começaram a namorar logo depois de se conhecerem? Ficaram amigos primeiro e depois começaram o namoro? Como ele foi em relação a especificar o tipo de relacionamento que vocês tinham na época?

Michelle: No dia seguinte que nos conhecemos ele me mandou mensagem 1as 11 da manha perguntando se eu queria sair para almoçar.

Depois daquele almoço nunca mais paramos de nos ver. Ele nunca me pediu em namoro, mas em menos dois meses que estávamos juntos ja me apresentou para a família dele.

Ele me mandava mensagem de bom dia todos os dias…depois de um tempo percebi que estávamos em um relacionamento sério.

V.N.E.: Como ele te pediu em casamento? Você escolheu seu anel de noivado ou ele fez uma surpresa para você?

Michelle: Ele me pediu em casamento no centro de Chicago na Buckingham Fountain, se ajoelhou e perguntou se eu queria casar com ele. Ele que escolheu o anel…

V.N.E.: Quanto tempo durou seu noivado e por que ele durou esse período? Você achou o período longo demais? Curto demais, corrido? Vocês tiveram que apressar o casamento ou tiveram que adiar a data por algum motivo?

Michelle: Namoramos 2 anos e ficamos noivos por 1 ano. Planejamos a data do nosso casamento baseado nas férias da minha mãe, para ela poder vir para cá. Achei o periodo do noivado tempo suficiente para planejar o casamento, chá de cozinha e festa de despedida.

Não adiamos a data porque o casamento foi para 180 convidados e não poderíamos fazer isso, mas como falei, nos planejamos com minha mãe e e amigos que viriam do Brasil para cá.

 

V.N.E.: Você fez festa de noivado? Sua família veio para participar da festa? Você poderia descrever sua festa para nós?

 Michelle: Sim, fizemos festa de noivado. Minha família não pode vir, mas a família dele, amigos e nossos amigos foram. Foi durante o dia, fizemos churrasco, saladas, drinks. Foi uma festa simples e normal, so com o título de festa de noivado…rs

Alguns convidados nos deram presentes, como vinhos, cartões desejando felicidade, alguma decoração de casa.Foi um dia bem agradável com pessoas especiais comemorando nosso noivado.

V.N.E.: Você diria que seu casamento foi ao estilo americano ou brasileiro ( tendo em mente os casamentos que você já foi no Brasil e nos EUA) ou com um pouco de cada um?

Michelle: Nos casamos na igreja, e depois tivemos uma festa. Foi um pouco complicado conseguir uma igreja para nos casar. Primeiro porque aqui nos EUA as igrejas funcionam diferente, você se casa na igreja que você faz parte, e é sempre próximo à sua casa.

Mas como meu marido morava em Chicago, eu em Burr Ridge e queríamos nos casar onde ele foi criado e onde os pais dele vivem ,que é em Crystal Lake (1 hora de Chicago), foi um pouco difícil uma igreja que aceitasse essa situação.  Além disso queria me casar no ultimo horário de sábado, que e às 2 da tarde.

Aqui os horários das igrejas são bem diferentes do Brasil. De sábado só fazem a cerimônia às 10:00 / 12:00 ou 2 da tarde… Em algumas igrejas os horários são diferentes, mas o horário mais tarde é 2 da tarde. Conseguimos achar a igreja, tivemos que fazer o curso de 1 dia todo para se casar.

V.N.E.: Quais as diferenças mais visíveis entre casamentos nos EUA e no Brasil?

Michelle: Sendo a noiva, você acaba se preocupando mais, com as madrinhas, convidados, detalhes. Já fui madrinha no Brasil, já fui em alguns casamentos americanos…

A grande diferença é em relação a madrinha e padrinhos, aqui não tem casais para cada lado, e sim madrinhas para a noiva e padrinhos para o noivo, e claro, o vestido igual. Isso de vestido igual o Brasil está incorporando ultimamente.

Outra diferença e o horário da festa e cerimônia como já disse. As festas acabam meia noite, mas como a cerimônia é mais cedo, a festa comeca mais cedo também, a minha começou às 6.

No nosso casamento providenciamos transporte do hotel que indicamos para a festa e da festa para o hotel, para que os convidados pudessem beber e se divertir sem ter a preocupação de como iriam voltar para o hotel.

 

V.N.E.: Tem alguma tradição de casamento americano que você não incorporou ao seu casamento? E teve alguma tradição que você adorou incorporar na sua cerimônia, festa, e etc?

Michelle: Acho que fizemos tudo, o que não fizemos e as pessoas não fazem aqui foi “passar a gravata”.

 

V.N.E.: Como foi o processo de comprar seu vestido de noiva?     Você tem alguma dica para quem vai comprar vestidos de noiva nos EUA?

Michelle: Na verdade eu não fui uma noiva chata…hahahaha
Fui em umas 4 lojas só e escolhi meu vestido. Não foi difícil, mas é cansativo, por aqui temos tantas opções.

Eu fui em mente com o que eu queria e com o que eu não queria, mas mesmo assim provei modelos que eu não queria só para ter certeza mesmo que não me via nesses modelos. Essa é a dica, às vezes você acha que não gosta de algo, mas quando prova acaba gostando.

 

V.N.E.: Você fez as suas madrinhas usarem vestidos idênticos?

Michelle: Sim, elas são amigas de anos, crescemos juntas. So minha Maid of Honor era americana, o resto brasileiras. Elas mesmo de longe me ajudaram na escolha do vestido de madrinha. Provei vários e fui mandando fotos para elas.

Elas me passaram as medidas, comprei os vestidos e mandei para o Brasil 3 meses antes de elas virem, para elas poderem fazer alguns ajustes.

 

V.N.E.: Como foi o processo de planejar o casamento? Você tomou conta de tudo ou ele e as suas famílias ajudaram no processo?

Michelle: Minha sogra me ajudou demais, eu disse para ela que ela parecia minha secretaria…hahahaha

Você escolheu algum tema para o casamento de voces? Coisa comum por aqui. Não…não tivemos tema. Nosso lema era se divirtam! rs

V.N.E.: Você usou algum website ou aplicativo de celular para te ajudar a planejar o casamento? Você indicaria algum deles?

 Michelle: Eu usei o The Knot…e Pinterest com ideias, mas como eu sempre fui muito tranquila e não sou muito ligada a detalhes, foi tudo muito fácil e não tão estressante. Se eu gostava, já escolhia e não ficava procurando mais nada.

 

V.N.E.: Qual foi a parte mais estressante do planejamento? Por que?

Michelle: A parte mais estressante foi primeiro achar a igreja e depois a parte dos convites, endereços, o programa da igreja que fizemos para os convidados.

V.N.E.: Qual foi a parte que você mais curtiu no planejamento?

 Michelle: Acho que a parte que mais curtimos foi a do tasting…hahahaha Provamos tudo para ver o que colocaríamos no nosso cardápio. A parte do vestido foi bem legal também.

Não me estressei muito porque queria um dia especial, mas queria me divertir muito também, e quanto mais nos apegamos a detalhes, mais nos estressamos…

E sempre pensava: se algo der errado, nossos convidados nem vão reparar, eles estão aqui para celebrar nosso dia tão especial e estão aqui para se divertir, então o planejamento não foi tão difícil!

 

Termina aqui a entrevista com a Michelle. Agradeço a ela pela participação e pela cortesia de imagens.

Você também já se casou ou participou de casamentos nos Estados Unidos? Compartilhe sua experiência nos comentários abaixo.

ebook morar nos EUA

101 Dicas Para Quem Quer Morar Nos EUA
Price: $7.00 USD

Gostou do post? Compartilhe !

More about Lu

Brasileira casada com americano. Moro nos EUA há mais de uma década.

6 thoughts on “Como É Se Casar Nos EUA?

  1. Sabrina

    Ótimo post Lu! Mas eu fiquei com uma dúvida: Como funciona a parte dos sobrenomes? Tipo, se junta os mesmos com Hífen, fica só com o dela ou só com o do marido…
    Grata

  2. Lu

    Olá Sabrina. É a escolha da esposa, escolha pessoal. Há mulheres que preferem ficar com o sobrenome de solteira, outras preferem juntar com o hífen e outras com o sobrenome do marido. Não é obrigado a hyphenate (colocar o hífen nos dois sobrenomes) também.

  3. Valdi

    Que linda as fotos.. Eu gostei muito Lu!
    Cada dia o site melhora mais…
    beijão

  4. rita

    A Sabrina perguntou se muda o sobrenome quando casa,eu sei de algo,aqui se o seu nome e grande,eles diminuem,isso e certo,eu escolhi ter o sobrenome do meu marido,então não uso mais o nome do meio,e meu filho mais velho,cortam o sobrenome dele tb,ate teve um problema na universidade por isso,mas foi resolvido,claro!o casamento da Michele foi lindo,eu conheço muitas brasileiras que teve um casamento simples,assim como foi o meu,o que foi ruim para mim,meu inglês não era bom,eu fiquei meia perdida confesso,meu esposo chamou uma amiga,que me levou para escolher meu vestido,como eu era meia crua em tudo neste Pais,ela queria que eu usasse aquilo que ela achava bom em mim,e eu sou meia de não dizer não pra pessoas,ou pelo menos não sabia dizer,aqui aprendi,porque ninguém tem remorso nenhum em dizer não quando algo não agrada,e senti visivelmente que ela se estressou,mas eu sempre dizia que não com a cabeça,hehe,dai acabei indo numa loja de departamentos,e comprei um vestido do jeito que queria,um pouco sexy,haha,curto,sem muita cerimonia,mas ficou lindo,depois uma amiga providenciou um pequeno véu,a festa e tudo mais,não pude dar palpite em nada,foi um pouco decepcionante pra mim,ate hoje me sinto um pouco jururu por isso,ele deu carta branca pra sua amiga comprar as roupas dos meus filhos,o bolo,a comida,e tudo mais,e não foi na nossa casa como eu queria,foi na casa desta amiga, um pastor da igreja batista que nos casou,hoje e nosso grande amigo,um senhor de idade,mas foi muito importante na vida dos meus filhos no começo,,bom,mas foi tudo bonito gente,hoje em dia depois de tantos anos as coisas mudaram,claro,e se eu puder fazer uma outra festa de casamento,vou fazer

  5. Gy

    Ooii Lu, tenho uma grande dúvida com relação à casamento, digamos que eu me case com um americano e não de certo, resultando em um divórcio, o que acontece com a questão de Green Card e cidadania americana?

  6. Lu

    Olá Gisele. Nao tenho certeza, acho que isso dependera do tempo de casados, somente um advogado para esclarecer isso ao certo. Mas jamais recomendo que as pessoas se casem somente visando um green card, casar por amor são outros quinhentos, amor não vê passaporte mas casar por documentos é fraude.

Faça parte da conversa: