Curiosidades

Viver Nos EUA na NASA: Lançamento da nave Orion

lançamento Orion Nasa
Aqui está a foto da Lu! Quem achá-la ganha um prêmio rsrs

Como havia anunciado anteriormente, o blog foi convidado pela NASA Social ( a parte da NASA que cuida de eventos e das redes sociais da mesma) para participar de palestras e assistir o lançamento do primeiro teste da nave Orion no Kennedy Space Center, Flórida.

Para quem não sabe, a Orion é a nave que esta sendo aperfeiçoada para levar astronautas a distâncias jamais alcançadas. A primeira missão dela em 2016 será pousar num asteróide, o próximo passo daí é ir até Marte e lá eles pretendem criar uma base para estudar sua atmosfera e etc e também para a futura exploração de outros planetas.

Nesse teste do qual fui expectadora, os engenheiros e técnicos da NASA testaram a segurança do módulo que irá no futuro carregar os astronautas (sistema de abortagem, a temperatura máxima que ele aguenta, o desempenho dos computadores de bordo, os controles de altitude, GPS, a abertura do páraquedas e a operação para recolher a nave durante sua volta).

Toda data recolhida durante o teste influenciará na construção de novos computadores, desenvolvimento de sistemas para reduzir os riscos da missão e também os custos. Resumindo essa é a missão da Orion.

Mas vamos falar de como consegui o convite para participar do evento já que vocês devem estar se perguntando como é que a Lu foi parar lá, sendo que ela não é nenhuma cientista muito menos uma nerd? 😛

Bem, sempre achei tudo relacionado a exploração do Universo interessante e acompanho os muitos canais de mídia da NASA.

Em novembro a NASA postou um anúncio em seu website informando que eles convidariam 150 pessoas do mundo inteiro que fossem ativas em redes sociais e que tivessem uma audiência única para o teste da Orion na Flórida.

Então pensei comigo, por que não tentar a sorte? Já estou nesse estado mesmo! Preenchi os formulários, que são basicamente os mesmos formulários preenchidos por profissionais do jornalismo.

Todos que participam desses tipos de eventos precisam passar por um processo de credenciamento que é feito em várias etapas, ou seja, eles vão vasculhar tudo sobre você e seu website. Antecedentes criminais e tudo mais.

O último email que recebi foi o de aprovação e me dando os parabéns por ter sido uma das escolhidas.

O evento foi marcado para os dias 3 e 4 de dezembro, sendo que no dia 2 os convidados já poderiam retirar suas credenciais junto a NASA. Optei por tirar minha credencial no dia 3.

Nesse mesmo dia os eventos sociais começaram, primeiramente cheguei no escritório da imprensa para tirar minhas credenciais, já havia vans esperando pelos convidados na saída. Elas nos levaram até o edifício onde se localiza a sala de conferência de mídia, onde cada convidado se apresentou e onde recebemos as instruções dos tipos de eventos que aconteceriam no dia.

Em seguida fizemos uma tour pelo Kennedy Space Center e Launch Complex 37 (local onde aconteceria o lançamento da Orion).

Tivemos um almoço de 30 minutos e participamos da transmissão do NASA Social ao vivo através da TV NASA, na qual diversos experts fizeram uma palestra sobre a missão e responderam as perguntas da audiência.

lançamento Orion NASA

O último evento do dia foi um “pop-in” com palestrantes, entre eles engenheiros, astronautas e cientistas renomados da NASA.

No dia seguinte, 4, acordei as 3 horas da manhã, peguei meu carro e estacionei no lugar combinado para pegar o ônibus que nos levaria no local destinado à mídia social para assistir o lançamento da Orion.

Levamos uma hora meia para chegars ao campo onde iríamos assistir o lançamento devido ao trânsito e ao sistema de segurança do KSC – revista de carros e etc.

Chegamos no local planejado, um campo aberto que fica mais ou menos a umas 7 milhas do lançamento e que oferece uma visão excelente da nave, estava frio para os padrões da Flórida e escuro já que estamos no inverno.

Presenciamos a um nascer do Sol deslumbrante e enquanto esperávamos ansiosamente pela contagem regressiva ouvíamos as conversas dos centros de operações da NASA através de auto-falantes instalados no campo.

lançamento NASA Orion

Antes da contagem regressiva, eles fazem a checagem dos sistemas e os responsáveis por cada parte da nave dá suas opiniões se está tudo certo para o lançamento (go) ou não (no go).

Foram dados sinais positivos em todas partes do sistema da nave, porém um barco civil invadiu a área restrita ao pouso da nave na Califórnia e tiveram que segurar a contagem.

Na segunda vez, tudo certo até que o computador que registra a medida dos ventos e o qual possui um sensor que cancela automaticamente a missão em casos de ventos não favoráveis deu sinal negativo.

Na terceira contagem, houve um problema nas válvulas do foguete acoplado a nave, ele foi consertado porém não havia mais tempo para o lançamento.

Já que o mesmo teria quer ser feito dentro de duas horas, entre as 7:05 até às 9:05 da manhã devido à diferença de fuso horário da Flórida-Califórnia (onde a nave pousaria).

Infelizmente o lançamento foi adiado para dali à 24 horas mas sem a certeza de que ele iria acontecer. E como o clima estava piorando em Cape Canaveral, havia uma grande possibilidade de outro cancelamento.

A programação era ter uma tour após o lançamento, em caso positivo ou negativo desde que houvesse tempo para tal.

Procedemos então pela tour, a qual incuiu o VAB (Vehicle Assembly Building), o relógio de contagem da NASA e a NASA News Center, onde as redes de TV mundiais ficam acampadas.

O VAB é o maior edifício (em volume) do mundo e é lá que são montados os foguetes. Ele é tão grande que a bandeira americana pendurada na sua fachada é do tamanho de um campo de futebol americano.

lancamento nave Orion NASA
O VAB

O novo relógio de contagem regressiva da NASA foi inaugurado esse ano justamente para o lançamento da Orion.

lancamento nave Orion

E o NASA News Center é praticamente um acampamento onde os reporters gravam e transmitem as notícias dos lançamentos.

lancamento nave Orion NASA
O acampamento da mídia

Depois do término da tour a dúvida era ficar ou não ficar em Titusville ( a cidade onde fiquei hospedada – há 11 milhas do Kennedy Space Center) e correr o risco de outro cancelamento. Como já tinha feito o check-out do hotel, a parte social já havia terminado e tudo mais optei por voltar para casa e assistir o lançamento ao vivo pela NASA TV.

lancamento nave Orion NASA
O jeito foi assistir de casa mesmo 🙁

Quem já viu a um laçamento de naves sabe que é algo extraordinário, para você ter uma noção o foguete e a nave acoplados são mais altos do que o Empire State Building em NYC.

Enfim, participei de todos os eventos do NASA Social menos o lançamento, o qual ocorreu dia 5 de manhã. Essa parte vou deixar para presenciar em 2016.

Posso dizer que tive uma experiência incrível na NASA, fui muito bem recebida, a organização e a segurança é sem comentários, os outros participantes eram pessoas de todos cantos do planeta e dos mais variados backgrounds.

Aprendemos muito sobre a exploração espacial e o papel da NASA no desenvolvimento tecnológico mundial.

O lançamento da Orion se trata de um evento histórico onde foi dada a largada para a exploração de Marte e além.

Se você tiverem alguma pergunta sobre os eventos ou sobre a Orion e sua missão, deixe seu comentário abaixo.

Quer ver mais fotos que tirei do evento? Visite e Curta o facebook do blog!

Quer morar e se adaptar nos EUA? Veja as Mil e Uma Dicas da Lu

Gostou Desse Post? Compartilhe Com Seus Amigos!

2 comentários sobre “Viver Nos EUA na NASA: Lançamento da nave Orion

  1. Parabéns Lu por estar representando tão bem o nosso país.Aventureira, fiquei me imaginando aí no seu lugar.Quando você contou que os alto-falantes ficam anunciando tudo o que acontece me lembrei que no dia 8 de setembro deste ano me meti numa conferência entre empresários em Miami e com meu Inglês 24 horas estava pretendendo ter um razoável entendimento do que estava sendo discutido. Se não fosse um simpático cubano eu teria me dado muito mal. No final eles estavam reclamando que os turistas brasileiros descem no aeroporto, de lá vão para os hotéis e na sequência aos Outlets e Shopings retornando ao Brasil SEM TEREM IDO A NENHUMA das atrações que eles oferecem na cidade inteira.Não me incluí nos sacoleiros e visitamos a Flórida subindo até Orlando (levamos 3 dias nesse trajeto) indo até Tampa,voltando por Everglades e indo até Key West.No total foram 27 dias bem aproveitados.Ano que vem vamos fuçar a Califórnia. Sou fanzona das suas publicações que muito nos ajudaram a saber o que iriamos encontrar por aí. Se não adorasse o meu país e acreditasse que estou fazendo algo por ele me mudaria para a Flórida .Tudo de bom para você,uma grande brasileira que com seu trabalho tem ajudado a tantos que querem conhecer os usos e costumes dos EUA.

  2. Obrigada por contar sua experiência aqui no blog e por acompanhá-lo. Concordo com essa reclamação que você falou, eles deveriam conhecer mais do país, mas cada um na sua. Entendo também o lado de que os preços de tudo aqui nem se compara e a tentação é enorme. Fazer o quê, né? 😀

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *