Curiosidades, Para imigrantes

Tipos De Chefes E Empregados Nos EUA

Num país onde produtividade tem que ser alta e férias são poucas, seu chefe vai pegar no seu pé com certeza e as relações entre chefes e empregados aqui são bem diferentes daquelas que tive quando trabalhei no Brasil.

Conheça os tipos de chefes mais comuns nos EUA abaixo:

 O GPS:

Ele não te deixa em paz nem quando você está de férias, muito menos no seu almoço, dias de folga e especialmente fins de semana. Ele tem que entregar algum projeto até segunda e hoje é sexta-feira? Quem é que vai terminar o bendito projeto? Se você pensou em si mesmo, acertou.

 O Até que a morte nos separe:

Ele pode até parecer um chefe “normal”, se é que isso existe aqui, até o dia em que você fica tão doente que não consegue levantar da cama.

A partir desse momento você vê que ele tem um quê de Dr. Jekyll e Mr. Hyde e durante sua conversa ele tem que se certificar que você está quase morrendo senão ele insiste que você apareça no escritório.

Não se esqueça de tossir e prepare-se para provar que você estava doente exibindo o atestado médico assim que você retornar ao trabalho.

 O Urubu:

Te rodeia como se você fosse um pedaço de carcaça. Não te deixa sequer respirar muito menos terminar o que você tem que fazer sem ficar de olhão para seu lado.

Ele te paga para fazer o seu serviço mas isso significa que ele pensa que você é incompetente e faz tudo errado.

 O Descarado:

Ele é cara de pau e não tem um pingo de vergonha disso. Sabe aquela idéia que você comentou com ele? Pois é, agora a ideia é dele e sim, ele contou para todo mundo que ele teve a brilhante ideia.

Você organizou todos os documentos? Não foi você quem fez isso e sim seu chefe ou pelo menos é isso que ele diz para os superiores dele quando eles notam as mudanças no escritório.

 O Sumido:

Aquele que pede que você se mate em algum projeto que te leva a trabalhar extra e quando você precisa da assinatura ou revisão dele (sim, esse tipo sempre te joga em algo que depende dele, nunca algo que você pode fazer e terminar sem a aprovação dele), ele sumiu.

Não está mais lá e sequer te disse que o projeto não era mais urgente e que você poderia ir para casa.Como americanos dizem aqui, ele não acha que você tem uma vida fora do serviço (assim como o chefe GPS) e te trata como um robô.

O Esnobe:

Mal te trata como uma pessoa, a não ser que você seja um cliente e com bastante dinheiro. Mantém sua distância e em certos casos você sequer pode telefonar ou entrar no escritório dele sem permissão. Faz você completar tarefas impossíveis e ainda joga mais em cima de você até você se atolar em tanta coisa e faz questão do cliente estar presente quando isso acontece.

 Agora vamos aos tipos de empregados:

Se você vai trabalhar nos EUA, você vai ter colegas de trabalho. Alguns deles serão bons outros nem tanto e alguns tão ruins que farão você repensar por que você ainda está no mesmo departamento.

 O Não tô nem aí:

Definir esse colega é simples, ele não está nem aí para nada. Você tem alguma dúvida? Ele não sabe. Quem é que tem que fazer tal coisa agora? Qual é o schedule para a próxima semana? Ele não sabe e você não sabe como é que aquele indivíduo consegui um emprego sem saber de nada em primeiro lugar.

Se esse indivíduo vai te treinar, boa sorte por que você vai ter que aprender sozinho pois como disse antes ele ou ela não está nem aí. Na selva de concreto ele também é conhecido como o enrolador que não faz nada mas engana muito bem.

 Aquele que faz sua vida mais fácil:

Esse tipo é raro mas quando você encontra um no seu local de trabalho, você dá graças aos céus. Esse colega vai facilitar sua vida, ele saberá das obrigações dele e presta atenção às suas e quando você está num aperto ele te dá uma mãozinha.

 O “Dá um jeitinho pra mim”:

Vocês dois são profissionais, sabem das regras da empresa, suas políticas e protocolos mas por que então esse indivíduo sempre tem a mania de pedir para que você dê um jeito em algo que 1. Não é sua responsabilidade ou 2. Você não pode fazer de acordo com as regras da empresa.

Alguns desses são bonzinhos e aparecem um mel no início e quando você diz que não pode fazer nada a respeito, eles piram. Sim, infelizmente não são somente chefes que podem ser bullies aqui.

 O galã de novela/cinema:

Sempre te pede para fazer as coisas mas como se fosse Don Juan de Marco. Com direito a piscadela slow motion e tudo mais. Fala doce com todas as mulheres do lugar, colegas e clientes.

Todo mundo suspira sobre os pormenores da vida pessoal dele no escritório. Ninguém sabe se as histórias cabeludas são verdade ou ficção.

Em contrapartida temos a Miss Universo, a diferença é que ela recebe entregas de flores, chocolates e tudo mais praticamente toda semana. Isso sem falar nos colegas pobres coitados que estão perdidamente apaixonados pela figura de Afrodite que ela tem – e claro que ela enrola mas não dá nenhuma chance para eles. Ambos se acham mas não de um jeito egocêntrico e sim divertido.

O Estresse Puro:

Conhecido por  aqui como type A personality, essa pessoa não sossega até que ela tenha terminado a to-do list diária dela. Ambiciosa, sempre está com pressa e parece estressado mas na verdade esse colega é um asset, se você estiver num projeto com ele sabe que terminará o mesmo antes do deadline. Isso é ótimo mas não ache que ele fará tudo sozinho ele exigirá o mesmo nível de você. Esse indivíduo também sempre tem soluções para problemas seus e deles, o que é ótimo.

Enfim, esses são alguns dos tipos mais encontrados trabalhando por aqui. Já morou e trabalhou por aqui ou ainda vive aqui? Já encontrou alguma das figuras citadas no artigo? Deixe seu comentário abaixo.

quero saber mais!

Gostou Do Post? Compartilhe !

4 comentários sobre “Tipos De Chefes E Empregados Nos EUA

  1. Hhahahahahaha, que medo dessa gente!!! Aqui no Brasil não é muito diferente no entanto, parece que as pessoas agem com um pouco mais de sutileza, pelo menos é o meu caso!

  2. Tenho entrevista de emprego amanha, estou nervosa, e tenho outra na sexta,será que vc pode me enviar umas dicas de como se comportar na entrevista e algumas perguntas que eles geralmente fazem. Obrigada!!!

  3. No Brasil é mais sutil sim, Loren. Aqui se o chefe estiver zangado, você vai saber por que ele fará questão de mostrar a insatisfação dele para todo mundo.

Faça parte da conversa: