Cultura Americana, Curiosidades

Brasileiro Conta Como É Ser Casado Com Americana

Em um dos posts anteriores, dei dicas sobre namoro e até sobre o que você precisa saber antes de se casar com americanos. No entanto a visão que tenho do assunto é sobre os homens americanos e seu comportamento.

Quando falo das mulheres americanas uso de dados de pesquisas mais a observação de conhecidos.

E devido a muitos pedidos vamos falar sobre relacionamentos de homens brasileiros com americanas, desde os estágios iniciais, a paquera, quais as diferenças entre o comportamento delas e das brasileiras nesse quesito até ao casamento e o que americanas esperam de você, homem brasileiro.

Como acho que seria interessante conhecer o ponto de visto de um brasileiro casado com uma americana que não pertença a uma família de origem latina (por que há muitas diferenças) , resolvi fazer uma entrevista, a qual foi concedida pelos Roberto. Vamos ver quais são as dicas dele abaixo:

Viver nos EUA: Você cresceu no Brasil ou nos EUA? Você conheceu ela no Brasil ou nos EUA?

Roberto: Eu cresci no Brasil, sou Paulistano, vivi até meus 18 anos no Brasil, após isso me mudei para o Japão, e acabei conhecendo minha esposa no Japão quando estudava a língua japonesa.

V.N.E.: Sua esposa é de origem latina? Caso contrário, qual a origem dela?

R.: Não, ela não é de origem latina, ela é natural dos Estados Unidos, digamos uma americana comum para os americanos, porém muito especial para mim é claro…

V.N.E.: Você já foi casado com uma brasileira anteriormente ou não? Já teve namoradas brasileiras “long-term”?

R.: Não, nunca fui casado com brasileira, mas sim já tive namoradas brasileiras.

V.N.E.: Quais as diferenças mais notáveis no namoro com uma americana e com uma brasileira?

R.:  Bem, o que eu posso falar a respeito do namoro são os hábitos, mas acredito que isso varia de pessoa para pessoa, quando falo que varia de pessoa para pessoa, estou querendo dizer que tanto americanas como brasileiras tem seus atos habituais ou costumeiros.

Por isso que cada namorada que tive era diferente uma da outra, mesmo as brasileiras eram diferentes umas das outras, portanto não tenho muito a dizer sobre diferenças, isso vai variar para o tipo de pessoa que Deus te abençoar, sendo ela brasileira ou americana.

V.N.E.: Quais as diferenças mais notáveis no casamento com uma americana e com uma brasileira (se você já foi casado com uma brasileira antes)?

R.: Nunca fui casado com uma brasileira, por isso apenas posso passar um pouco do que já vivi e do pouco de experiência de um casamento inter-racial.

O casamento inter-racial parece realmente interessante mas não é fácil, é um aprendizado constante, as culturas se chocam a todo momento, mas acredito que exista um certo relativismo nisso, pois tudo vai depender da personalidade e maturidade dos dois, mas o choque das culturas é inevitável.

dia namorados EUA

Exemplo: Dias dos namorados no Brasil é em junho, já o dia dos namorados nos Estados Unidos é em fevereiro. Então você vai precisar aprender que para a sua namorada americana o “valentine’s day” é em fevereiro e não em junho, então as expectativas são para fevereiro e não para junho, mesmo que você queira dar um presente para ela em junho, isso não vai fazer muita diferença para ela.

Outra coisa é o “Thanksgiving“, que não temos no Brasil, e é um feriado muito importante para os americanos em geral, para você talvez seja uma data comum em Novembro, mas se você estiver nos Estados Unidos, meu amigo, é melhor estudar sobre isso e ficar informado não somente sobre o Thanksgiving, mas especialmente sobre o Thanksgiving, e os outros feriados também.

V.N.E.: Quais as expectativas que americanas tem em um relacionamento versus as das brasileiras? Você considera essas expectativas universais?

R.: Olha para ser sincero acredito que todos os seres humanos tem expectativas uns dos outros, tanto americanas como brasileiras.

Nós infelizmente criamos imagens das pessoas desde que as conhecemos e a partir daí geramos algumas expectativas, mas uma coisa me marcou, e deixando bem claro que é minha experiência, talvez seja diferente da sua, talvez seja igual, não posso afirmar.

Mas o que me marcou sobre expectativas é que minha esposa é extremamente humilde quando chegamos nesse assunto, as expectativas dela sempre são que eu esteja bem, que eu escolha a comida do dia, e outras pequenas coisas, entende do que eu estou falando?

Já com as brasileiras minhas experiências foram diferentes, mas também já quero deixar claro que é claro que existe brasileiras que sejam humildes e tenham a mesma atitude da minha esposa, não estou generalizando, apenas passando aquilo que vivi, talvez não seja a sua realidade, mas é a minha.

Então lá vai a diferença que experimentei na pele, as brasileiras que namorei sempre pensavam no que era melhor para elas, no que elas queriam, aonde elas queriam ir, e tudo a respeito delas e somente elas, as expectativas das brasileiras é que façamos tudo para elas, porque se não fizer já sabe neh?

Então você fica naquela relação de ter que ficar pensando em coisas para agradar a elas, não que isso seja errado, pois eu estou a todo momento pensando em como agradar a minha esposa, mas com as brasileiras existe uma pressão silenciosa que muitas vezes se tornam audíveis e se tornam discussões do porquê eu não satisfiz as expectativas dela.

A palavra certa seria egocêntricas, mas existe homens egocêntricos, americanos egocêntricos, brasileiros egocêntricos, então é uma questão de pessoa para pessoa.

V.N.E.: Quais as diferenças mais marcantes de comportamento das mulheres americanas em relacionamentos sérios versus os das brasileiras?

R.: Uma das diferenças mais marcantes de comportamento de mulheres americanas que eu encontrei é o flirt, ou a “paquera” em português, a minha esposa era bem discreta ao “flertar” portanto que eu nem percebia.

Ela que me explicou mais tarde como uma americana “flerta”, mas as brasileiras são um pouco mais claras, em outras palavras, quando uma brasileira está te paquerando você sabe que ela está, mas isso não quer dizer que não exista americanas que façam o mesmo.

Uma coisa que os brasileiros precisam saber é, se uma americana estiver olhando para você e sorrindo, isso não quer dizer que ela esteja te paquerando, talvez esteja sendo apenas simpática, assim como a grande maioria dos americanos são.

flertar nos EUA

Agora outro comportamento importantíssimo que todo homem brasileiro precisa saber é, nunca rele ou encoste ou chegue muito perto de uma americana quando se conversa com ela e não a conheça bem.

O brasileiro tem mania de colocar a mão no ombro ou na cintura ou chegar muito perto das mulheres ou até mesmo de homens enquanto fala, não faça isso, a maior barreira que minha esposa encontrou em comunidades brasileiras é que parece que todo mundo quer relar ou tocar nela ou falam muito perto dela, estou falando de homens.

Enquanto você conversa com uma moça americana mantenha uma distância de mais ou menos uma pessoa entre vocês e nunca encoste nela, segure o impulso da mão, se a moça estiver afim de você, ela vai te mandar mensagens, ou vai te ligar, ou ela vai te tocar, sempre parte dela essas reações, mas isso não quer dizer que toda moça que te tocar ou te ligar ou te mandar mensagem está afim de você, apenas significa que você é um amigo, tome cuidado.

V.N.E.: O que costuma ser o aspecto mais fácil do relacionamento com uma americana?

R.: A clareza com que elas falam, são diretas, mas acredito que isso é uma coisa da cultura deles.

V.N.E.: Qual costuma ser o aspecto mais difícil do relacionamento com uma americana? Você considera isso algo universalmente feminino ou algo “das” americanas?

R.: Olha para ser sincero o aspecto mais difícil que encontrei além do idioma são as argumentações, pois se ela tem um nível mais elevado do que o seu em estudo e conhecimento, você não vai aguentar muito tempo.

Ainda mais se ela estiver certa na maioria das vezes, ou você reconhece sua incapacidade e ignorância e dá um passo para o conhecimento, estudar e aprender, ou é melhor ficar sózinho mesmo, tranquilo no “couch potato” ou “só na batata e sofá”.

Porque meu amigo se você não gosta de estudar e aprender coisas novas e estar aberto para mudar sua cosmovisão, é melhor ficar no facebook e “couch potato”, porque você vai se decepcionar em um relacionamento com uma americana. As brasileiras são mais tranquilas em certo aspecto, mas nunca podemos generalizar.

V.N.E.: Você vê alguma diferença em relação a de idade entre casais aqui e no Brasil?

R.: Vejo muita, aqui no blog deve ter algo falando sobre isso, mas a diferença é que a maioria das americanas sempre querem namorar ou até mesmo casar-se com pessoas que estão na mesma faixa etária, dois anos a mais ou dois anos a menos.

Acredito que essa seja a base, por isso se a moça é muito nova, mantenha a amizade, somente a amizade, se a moça é mais velha acho difícil ela querer ter um relacionamento com você, embora sempre exista exceções, mas exceções são exceções, fique atento.

V.N.E.: Há o mito da “brasileira gostosa”. Tem essa mesmo de brasileiros preferirem as conterrâneas e/ou outras latinas ou não e porquê?

R.: Um problema que sempre vejo é aquele assim “nossos bosques têm mais vida” e “nossas mulheres são as mais bonitas” essa frase é a típica nacionalista.

O Brasil tem lindas mulheres, sim, o Brasil também tem uma cultura totalmente voltada para a exibição do corpo, a de denegrir a imagem da mulher, como que se a mulher para ser alguém precisa do corpo, se não tem o corpo então é só mais uma por ai… Então se criam locais, festas, e muitas outras coisas, tudo para a exibição desses corpos e de algumas décadas para cá, esses locais, festas e coisas do tipo tem aumentado, gerando uma cultura extremamente preocupada com a aparência.

Porque você acha que as academias no Brasil estão abarrotadas de gente? Sim alguns pela saúde, mas a maioria é a aparência, a piscina, as praias, as baladas. Tudo para mostrar que você é a melhor, tem que mostrar, quanto mais mostrar, mais os caras vão te querer.

Então para mim, isso realmente é um mito nacionalista, que quase todas as nações tem, de que tudo o que existe dentro de seu pais é melhor do que aquilo que vem de fora ou é de fora.

Minha esposa é linda e não trocaria ela por nenhuma mulher no mundo, nem brasileira, nem europeia, nem asiática, nem africana, mas falo isso não porque ela é linda, mas porque a amo do jeito que ela é, com suas virtudes e seus defeitos, aquilo que tem dentro e fora…

V.N.E.: Que conselho final você daria para brasileiros que querem namorar e/ou se casar com americanas?

R.: Já dei bastante conselhos, mas somente para relembrar, se realmente alguém está disposto a namorar uma americana, esteja aberto para uma transformação de cosmovisão, seja o mais humilde possível, quando falo sobre humildade, estou querendo enfatizar que a arrogância é facilmente detectada pelos estrangeiros, especialmente aquelas pessoas que se acham a última bolacha do pacote.

Se alguém não está disposto a abrir mão especialmente do egocentrismo, se você acha que o Brasil é melhor país do mundo, se você acha que as praias do Brasil são as melhores, que as mulheres são mais bonitas, que os vales são mais verdes e que a terra brasileira é dourada, fique no Brasil, namore uma brasileira, case-se com uma brasileira.

Agora se você está disposto a navegar por novos mares, alcançar novos horizontes, realmente está aberto para escutar e aprender, então acredito que você vai se dar bem ao namorar uma americana…

Lembrando que o amor vem primeiro, se não ama, é melhor nem começar a namorar pois a americana geralmente tem expectativas de casamento, e olha que o casamento americano é outro assunto que talvez o blog já tenha em seu conteúdo.

E Plus você vai ter que pedir a mão da filha em casamento para o pai dela…#ficaadica# rsrs

 

Termina aqui a entrevista. Meus agradecimentos ao Roberto por tantas informações e dicas preciosas para os brasileiros interessados em namorar e se casar com americanas.

Você gostaria de saber mais sobre o assunto? Também namora/namorou ou quem sabe já foi casado ou é casado com uma americana? Talvez com uma americana de origem latina? Quer contar sua experiência? Deixe seu comentário abaixo.

Crédito Imagens:
casal By LyndaSanchez via flickr
calendário By redstamp via flickr
casal praia By fairerdingo via flickr 
cerimônia By a_of_doom via flickr 

Quer saber mais sobre os EUA? Veja as Os ebooks da Lu

Gostou Do Post? Compartilhe!

16 comentários sobre “Brasileiro Conta Como É Ser Casado Com Americana

  1. Se eu me casar com uma brasileira que tenha o Green Card e more ai nos EUA, seria a mesma coisa que casar com uma norte-americana? Eu poderia tirar meu visto de noivo?

  2. Olá Gabriel,

    Até certo ponto sim, você teria o direito a aplicar para o Green Card e etc mas o processo costuma demorar mais. Você pode ler mais sobre as diferenças entre processos de cidadãos americanos X residentes permanentes (quemt em o Green Card) no site do consulado americano no Brasil, eles explicam os processos através de diferentes tipos de vistos, incluíndo as peculiaridades do visto de noivo. Sucesso!

  3. Obrigado Lu! Parabéns pelo site. Espero um dia estar ai nos Estados Unidos. 🙂

  4. Tenho uma dúvida , sou brasileiro , vivo em Portugal , sou casado em Portugal com uma americana , filha de americanos , estamos pensando em ir pro USA, já estou casado com ela na Europa a 2 anos ! Que tenho que fazer ? Dar entrada desde Europa ?

  5. Ola Rafael,

    Ela tem que dar entrada no processo pra voce, ela tem que procurar o consulado americano mais proximo de voces para ver o que e preciso fazer. Sucesso!

  6. Oi Lu leio seu blog a anos,adoroo!
    Sempre leio na net que homens americanos adoram brasieliras pq acham elas delicadas e boas mães e não se importam com a classe social da futura esposa.
    Mas li que já as mulheres americanas não se casam com homens latinos pq sabem que eles teram trabalhos pesados e com pouca remuneração nos EUA. É mesmo isso verdade? Acho as americanas lindas eu queria casar com uma e morar aí.

    Abração!!!

  7. Oi lu gostei muito do seu blog tenho 50 anos e gostaria muito de conhecer alguém aí da EUA. Pois sou apaixonada pelos Europeus acho eles muito interessante amoroso e cativante . Mais eu não falo inglês , estou só a 17 anos criei minhas filhas sozinha.nao entro em saite de relacionamento por medo de golpista se poder me ajudar desde já agradeço . Achei muito interessante suas dicas e esclarecimentos um abraço

  8. Bemmm diferente. E existem diferenças dos americanos do sul e do norte. Meu namorado eh fechadao do norte. Vamos casar em dezembro e eu tenho cada historia sobre diferença cultural de quandi a gente se conheceu etc e oq ele sentiu tb qdo viu os casais do brasil. Muito engraçado.

  9. vi que a dica é para brasileiras que procuram casar-se com americanos, e o contrário, brasileiros querendo casar-se com mulheres americas, teria alguma boa dica ? algum site onde posso encontrar americanas que se interessem por homens latinos ?

  10. Faça uma busca online quanto aos sites, hoje em dia há todos os tipos de site de namoro, incluindo os que você lista.

  11. Olá , também sou casado com uma americana e minha história é bem parecida com a do Roberto exceto o casamento . Também conheci minha esposa no Japão vim para o Japão com 11anos por esse motivo não tenho nem o estudo fundamental do Brasil e nem o do japao ou seja não falo bem nem um dos idiomas . Conheci minha esposa pela internet (internet hoje em dia se encontra de tudo rs ) na época ela dava aulas de inglês em escolas públicas do Japão , e eu trabalhava como operário de máquinas em uma fábrica de auto peças como a maioria dos brasileiros que vivem no Japão . Somos completamente diferentes em quase tudo , ela tem ensino superior eu não,ela é alta eu sou baixo ,eu era divorciado de uma brasileira e já tinha duas filhas pequenas que continuarão morando comigo após o divórcio eu tinha problemas financeiros ela não . Eu realmente não sei que diabos ela viu em mim rs na minha cabeça não havia motivo nem um pra dar certo, mas funcionou não sei como mas funcionou. Nosso namoro foi bem curto acho que foi uns dois meses de bla bla bla por email e três ou quatro meses de namoro . Certo dia pessoas me mandando mensagens de parabéns e eu não fazia a menor ideia do que estava acontecendo meus amigos sabiam que eu tinha ficado noivo e eu não , depois ela perguntou se eu queria casar com ela foi meio estranho mas aceitei rs. Bom não foi como o Roberto disse nessa entrevista de que teria que pedir a mão dá filhas pra o papai . Nos casamos oficialmente em seguida e hoje temos um filho de 1ano e ela a ajuda a cuidar das minhas outras duas filhas sou muito grato por isso . Se for pra dar um conselho a alguém que queira namorar ou casar com americana mas para casar vc logicamente vai precisar namorar primeiro entao aprender o inglês é a base de tudo. Nei sei pq escrevi isso é nem sei se deveria mas essa foi minha história

  12. Ótimo conselho, Gilberto. Eu dou o mesmo para brasileiras interessadas em se relacionar e se casar com americanos. O inglês é muito importante não só para namorar, casar mas para arrumar emprego e se adaptar nos EUA depois. Pois é… tem gente que pensa que dá para pular do namoro direto pro casamento rsrsrs Fico feliz que você compartilhou sua experiência com os leitores do blog e muito sucesso para vocês!

  13. Gostaria de conhecer americanas que estejam dispostas a se casar com brasileiros. Tem algum site de encontros que seja sério e confiável e as mulheres não sejam garotas de programa ou que estejam buscando interesse financeiro?

Faça parte da conversa: