Cultura Americana, Curiosidades

Como Se Relacionar Com Americanos?

namorar EUA
By Pedro R. Simões via flickr (CC BY 2.0)

Namorar é uma montanha russa cheia de altos e baixos, desentendimentos e ao mesmo tempo perfeita harmonia e podemos adicionar mais confusão a isso tudo quando existe diferenças culturais entre o casal.

Nesses casos as coisas mudam e aquilo com que estamos acostumados nem sempre funcionará como esperamos.

Veja a seguir algumas dicas sobre namoros com americanos em relação a vários tópicos:

Quanto às expectativas e comportamento:

Um Americano vai se comportar do jeito que ele acha certo em um relacionamento sério (estou dizendo de casais que já passaram das fases iniciais do namoro), ou seja, da mesma maneira que ele se comportava com as ex-namoradas americanas dele.

Cabe a você especificar o que você considera certo ou errado e delinear quais suas expectativas em relação ao seu namoro para que ele possa ajustar o comportamento dele e/ou chegar a um acordo com você sobre o que te incomoda.

Você tem que colocar as cartas na mesa para que ele pelo menos possa te explicar o porquê de tal comportamento que te irrita. Esse tipo de coisa é mais comum do que se pensa quando se namora americanos, já que nossa cultura é muito diferente da deles e é de se esperar que deslizes ocorrerão mas isso não quer dizer que esses mesmos deslizes sejam propositais ou indicação de algo terrível no relacionamento. Pelo contrário, é tudo em sua maioria uma questão de diferenças de costumes.

Como eles dizem por aqui, é prudente ser honesto. Se você especificar como você acha que as coisas devem ser ou pelo menos explicar  com o que você está acostumada, isso ajudá-lo a entender sua situação e como você se sente e ainda como melhor se comportar contigo.

Ele também vai esclarecer coisas que voce não entende muito bem sobre namoros aqui, quem sabe você até adquire certos hábitos americanos em relação a isso.

Alguns exemplos: Ele pode não querer te ligar todo dia ou ficar 24 horas por dia grudado com você ou gostar de sair só com os amigos para beber uma vez por mês. Ele pode não ligar se você fizer o mesmo tipo de coisa. Ele podem querer te levar para assistir eventos esportivos com eles.

E uma das reclamações que já vi de algumas brasileiras que namoraram americanos e dizem que preferem brasileiros é que americanos são muito lentos. Isso é uma questão de comportamento, eles correm de acordo com o relógio dos EUA e não com o relógio do Brasil.

Se você quer um cara que te dê um “vem cá minha nega” logo de cara e já vá colocando a mão em você no primeiro encontro, escolha um latino ou mediterrâneo, não um americano ou você vai se decepcionar.

Quanto à comunicação:

Por mais fluente que você seja, sabe que mais cedo ou mais tarde alguma expressão ou palavra ou gíria aparecerá pelo seu caminho e voce não a entenderá. Isso é normal, ninguém sabe tudo.

Dificuldades em falar a língua inglesa pode complicar seu relacionamento um pouco, caso ocorra de vocês não se entenderem e/ou usarem uma expressão errada para indicar outra coisa. A confusão que isso gera é enorme.

Mais uma vez aqui é preciso buscar entender o que ele fala e ele o que você fala e se houver problemas nesse sentido vocês tem que abrir o jogo sobre isso e procurar saber se vocês estão na mesma página.

Se você não sabe o que acabou de te dizer em inglês, pergunte. Isso é inclusive o que ele certamente vai fazer – americanos não tem vergonha de perguntar sobre algo que eles desconhecem e você também não tem que ter.

Se for preciso, pergunte para alguém que sabe mais do idioma que você, para outro americano, peça para ele escrever a frase e a procure num dicionário. Que seja, mas esclareça dúvidas de inglês que surgirem entre vocês e não fique frustrada quando desentendimentos bobos que nem esse acontecem. Isso faz parte de namoros interculturais.

E acredite, por mais que você seja fluente e fale bem, pode surgir uma coisinha boba que você não entende o sentido e isso pode gerar uma briga daquelas se você não esclarecer o significado das coisas.

 Quanto aos gostos:

Ele pode até mostrar que curte a cultura brasileira no início do relacionamento, muitos deles o fazem para agradar. Mas tenha em mente que isso pode mudar a qualquer momento e se você quer que o namoro vá para frente você tem que entender esse lado da coisa.

Digamos que você curte um pagode, quer comer comida brasileira todo dia e ama assistir futebol, não espere que ele fique doido para participar das mesmas atividades que você se ele curte futebol americano, não gosta de dançar e d eouvir músicas em outro idioma além do inglês e etc.

E pode ser que você não goste de ir a jogos de futebol americano com ele, fazer tailgating e etc. Ele também tem que aceitar isso caso essa seja a realidade do relacionamento de vocês.

E se você considera esse tipo de comportamento dele inaceitável, é melhor você procurar outro namorado, de preferência com uma cultura que você curta ou que seja mais similar à sua.

Quer saber mais sobre os EUA? Veja as Os ebooks da Lu 

 Gostou do Post? Compartilhe!

21 comentários sobre “Como Se Relacionar Com Americanos?

  1. Muita verdade nesse texto, estou tendo problemas por causa das diferencas culturais. Mas a gente vai se acertando…

    Beijos Lu

  2. Não sei sobre os relacionamentos, Audrey… O que sei é que canadenses tendem a ser mais pacíficos, menos estressados e mais abertos a outras culturas do que os americanos, agora isso tudo pode influenciar em namoros. Se alguém tiver tido experiências com canadenses, fica o convite para dar sua opinião.

  3. É, Ligia. Qualquer relacionamento precisa de uns consertos aqui e ali e muita mas muita comunicação. Sucesso para vocês dois! bjs

  4. Oi tudo bem? Sou gaúcha!

    Voce é casada com americano há quanto tempo? Mora aí? Você tem facebook?

    Voce conhece os irmãos gêmeos Drew e Jonathan Scott? Eles são designs interiores, canadenses e moram nos EUA. São gatos!

    Desde que conheci eles na TV, me deu uma imensa vontade de namorar um gringo!

    Eu gostaria de saber como eles veem a mulher brasileira, a mulher gaucha? Eles são carinhosos com a namorada ou esposa? Eles são romanticos? Eles gostam de fazer surpresas pra a namorada? Presentea-la com chocolates, cartões e flores?

    Como eles veem a familia da namorada brasileira? Ele são educados com a sogra brasileira ou viram a cara para ela?

    E mais importante: Vale a pena namorar ou até casar com um AMERICANO?
    É uma experiência boa? Dizem que sim, pois um aprende com o outro.

    Eu tenho 22 anos, nunca namorei, mas claro, para engatar um romance com um gringo, primeiro devo ter começar pelos brasileiros. Vamos supor vou aos EUA e conheço um rapaz e aí a gente se apaixona e casa. Pode acontecer de ele ser o meu primeiro marido? Sem eu ter nunca casada antes!

    O que voce acha disso?

    Se voce namorou muitos brasileiros, não sente saudades dos beijos quentes deles?
    Aguardo a sua resposta! Agradecida !

  5. Olá Camila,

    Escrevi vários artigos pelo blog sobre relacionamentos com americanos, como eles se comportam em relacionamentos e até um post com histórias de várias brasileiras sobre seus casamentos com americanos. Faça uma pesquisa pelo blog e leia esses posts. Quanto a beijar brasileiros, você só pode estar brincando né? hahahaha

  6. Oi Lu.

    Eu gostaria de saber que, quando seu marido era seu namorado, voces costumavam a viajar pelo mundo? Digo, viajar como amigos, namorados, como os namorados brasileiros fazem no período de férias.

    E isso não é perigoso?

  7. Quero casar com um militar americano e que seja divorciado ou viuvo. Seja LIVRE!!

  8. E quanto as mulheres americanas , como agem , se comportam, aspiram num relacionamento ?

  9. Quanta doidera nesses comentários… putz! Essa Camila é uma sem noção! Não vai casar com Americano NEM com Brasileiro! hehe

  10. Quero conhecer e namorar um americano, pode ser militar, quero ser feliz.

  11. Estou vivendo um namoro a distância com um americano, estou com medo de quebrar a cara, ele é muito romântico, me manda msg se lindas! E diz que vai vir ao Brasil pra me ver! Que eu sou a mulher da vd dele. O que vc acha?

  12. Mara, também estou na mesma situação que você. Estou me comunicando com um Americano. Ele é muito romântico.,me manda mensagens lindas.,diz que está apaixonado por mim.,que quer casar comigo, mais pra falar a verdade, não estou acreditando muito.
    Gostaria que alguém comentasse se os Americanos são assim mesmo. Um abraço à todos

  13. Verdade que os americanos nao gostam de muitas perguntas sobre sua família, vida? São impacientes pra responder?

  14. Boa noite meninas ….Minha historia comecou dia,23 de maio 2018,tudo mudou em minha Vida ,conheci um americano num site de relacionamento no mesmo dia trocamos wats e comecamos a nos falar e nos ve em videos todos os dias falamos sobre familia culturas e sobre nosso país e dia 12 de junho me mandou rosas ,foi possivel porque trocamos endereco pelo Google maps so pra ve a casa um do outro e a noite me pediu em namoro e mandou uma alianca de compromisso dias depois eu aceitei claro ,ele me ajudou a tirar o passaporte e disse que em outubro na suas ferias ,entao tirei o passaporte e marquei entrevista no consulado do Rio na data,que ele estivesse no Brasil e ele chegou dia 6 de outubro dia 9 foi minha entrevista consegui o visto vim com ele pra America dia 22 de outubro. ..ele conheceu minha familia meus amigos e prlmeteu pro meu pai que iria cuidar de mim ….primeira vez que saio do Brasil …melhor homem impossivel

  15. Olá,

    Em fevereiro conheci um americano através do Instagram, na verdade, foi muito por acaso. Pois eu achei a foto bonita e curti. Fui visitar o perfil e tinha um storie com uma foto linda, reagi e ele me chamou para conversar.

    Não falo inglês fluente, mas eu consigo ler. Então começamos a conversar. Ele fala um pouco de português, o que facilita bastante.

    Ficamos conversando por 3 meses, todos os dias. Ele sempre falava que quando chegasse, me beijaria. Nunca levei a sério, pois sempre achei ele “ muita areia pro meu caminhão” rs.

    Ele chegou para trabalhar em maio, e no dia que chegou, após as formalidades do trabalho ele me procurou. E para minha surpresa, realmente me beijou.

    Eu retribui um pouco desconfiada. O tempo foi passando e nos víamos com frequência. Ficamos intensamente de maio a outubro, ele precisou voltar.

    Continuamos nos falando, fazemos planos, e ainda estou me adaptando com a distância.

    Muitas das dicas daqui eu pratiquei, sempre fomos muito claros, conversamos sobre tudo. Praticamente não brigávamos justamente por sempre procurarmos esclarecer tudo.

    Eu não imaginei que pudesse gostar dele é hoje, depois de anos sem amar absolutamente ninguém, tenho certeza de que o amo e juntos estamos nos ajustando para fazer isso dar certo.

    Sou um pouco mais velha que ele (8 anos) e tenho um filho de 9. Ele sempre entendeu que nossa relação teria uma criança junto e eles se dão super bem.

    Enfim, agora estou num momento de saudade intensa, mas confiante de que pode dar certo.

Faça parte da conversa: