Para imigrantes

Substitutos Para Comidas Brasileiras Nos EUA

substitutos para comidas brasileiras nos EUA
por carlaarena via flickr

Às vezes bate aquela saudade da comidinha brasileira e se você não vive numa área cheia de conterrâneos, a probabilidade de achar restaurantes e padarias brasileiras por perto vai ser menor 🙁 Mas não se preocupe pois mesmo se sua cidade tem alta concentração de outros grupos de imigrantes, eles têm comidas que você vai apreciar pois certos pratos lembram os brasileiros.

Não é a mesma coisa, mas bem parecido e dá para matar a saudade. Veja abaixo os substitutos rápidos para coisas tipicamente brasileiras:

1. Enroladinho de salsicha:

substitutos para comidas brasileiras nos EUA
por benstephenson via flickr


O corn dog é praticamente a mesma coisa, num espeto.

 

2. O Pastél:

substitutos para comidas brasileiras nos EUA
por bodavickyseba via flickr


Empanadas quebram um galho, embora a massa delas seja mais grossa do que um pastél e há diversos tipos  (assadas, fritas, mais grossinhas, mais fininhas), de acordo com o país de origem da receita usada, tem as chilenas, as colombianas, as argentinas. Experimente todas e escolha a sua preferida.

 

3. A Caipirinha:

substitutos para comidas brasileiras nos EUA
por risager via flickr


O primo da caipirinha é o mojito. Se você curte menta e de rum, vai gostar. Recentemente descobri outro coquetél bem mais saboroso do que o mojito (não sou muito fà de menta) da Nicarágua chamado de Macuá. Ele é feito com rum, claro, suco de goiaba, limão e açúcar. Parecido com caipirinha.

 

4. O Cafezinho brasileiro:

substitutos comidas brasileiras nos EUA
por kstrandlund via flickr


Se não tem café brasileiro, experimente o cubano ou italiano, eles são um pouquinho mais fortes mas mesmo assim são melhores que o cha-fé americano. Se não achar nenhum dos dois, tome um colombiano, um pouco mais fraco mas bem melhor do que o americano.

5. Restaurantes que fecham tarde:

Quem vive em cidades grandes amerianas não precisa se preocupar com essa aqui, nelas a noite é uma criança e sempre há algo aberto 24 horas por dia. Mas se você, como eu, vive numa cidade pequena, não tem muita escolha a não ser que você opte por um bom restaurante francês, a comida não é brasileira mas pelo menos você não é “obrigado” a jantar às seis ou sete da noite e sair de lá as nove. Você pode tomar seus drinks e bater um papo tranquilo, sem ter que se preocupar com o garçom te jogar para fora do estabelecimento ou “delicadamente” colocar a conta na mesa sendo que você sequer terminou de jantar.

 

6. O Churrasquinho brasileiro:

Se você não estiver a fim de fazer seu churrasquinho em casa ou não houver uma churrascaria brasileira perto de você, uma opção boa (ou melhor) é uma churrascaria argentina. Eles também sabem como fazer um bom churrasco.

 

7. O Mercadinho brasileiro:

substitutos para comidas brasileiras nos EUA
por scaredykat via flickr


O mais próximo que você encontrará (se você não vive numa área com bastante brasileiros e que tenha mercados brasileiros) é o mercado hispâno. Muitas marcas conhecidas pela dona de casa brasileira também são vendidas no restante da América Latina ou você encontra produtos similares com nomes e de fábricas diferentes, sendo assim é preciso somente saber um pouco de espanhol para encontrar o que se precisa.

Se não tiver um mercado hispâno por perto, você pode ir na seção de comida latina/estrangeira do mercado mais perto da sua casa, eles não vão ter tanta variedade quanto o mercado hispâno mas já ajuda.

 

8. Vitamina de abacate:

substitutos para comidas brasileiras nos EUA
por Luke Vu via flickr

Se você disser para seus conhecidos americanos que está a fim de tomar uma vitamina de abacate, eles vão te olhar com cara de nojo. Já que para eles a combinação “normal” é abacate com sal (que nem na famosa guacamole) e não abacate com açúcar.

Mas se você  mora num centro com imigrantes asiáticos, mais especificamente vietnamitas, pode tomar os “smoothies” de fruta que eles fazem, a de abacate é bem parecida com nossa vitamina. E não se preocupe, os smoothies não são feitos que nem smoothies tipicamente americanos (americanos sempre colocam gelo na mistura o que muda um pouco a cremosidade das vitaminas deles).

Para os que gostam de tapioca, nestes restaurantes você pode pedir a versão que vem com bolinhas gelatinosas de tapioca dentro da vitamina.
Mora nos EUA e já teve que substituir algo tipicamente brasileiro por outra coisa? Conte para nós nos comentários abaixo.

Quer saber mais sobre os EUA? Veja os ebooks da Lu!

7 comentários sobre “Substitutos Para Comidas Brasileiras Nos EUA

  1. oi Lu. Tudo bem?Gostaria q vc m falasse como é a relaçao das mulheres com cabeleireiros, se elas sao como as brasileiras q fazem unha toda semana, se vao direto ao cabeleireiro, como aki.Porque nos filmes nao aprece muitas referencias qto a isto. Nem em programas.É calro q tem os especificos de transformaçoes e tal,mas nada assim,como aki.Em toda novela tem um salao, as mulheres estao sempre de unhas feitas ,etc.Obrigada Lucia

  2. Lucia,

    No Brasil isso só acontece em novela 😀 aqui sim, a maioria das mulheres vão ao salão e fazem de tudo, principalmente as mulheres de mais idade. Os salões estão sempre lotados. Quanto a relação dos cabeleireiros e suas clientes é estritamente profissional.

  3. Recentemente o Brasil conseguiu que a cachaça fosse reconhecida internacionalmente como produto distinto do que era considerado “Brazilian Rum”, isso realmente foi algo bom para nosso país, visto que a cachaça é apreciada em diversas partes do mundo (menos no Brasil). O mojito é um drink feito com rum e hortelã, o que o torna um pouco diferente da nossa caipirinha tradicional. Na falta de cachaça, eu recomendaria rum ou vodka, na falta de limão verde, lima da pérsia é uma boa pedida (apesar de deixar o drink mais leve). Espero ter ajudado.

  4. Olá! Antes de mais nada, parabéns pelo blog. Quando morei nos EUA, fiquei em Mount Vernon, NY. Lá há muitos jamaicanos. Sem querer, descobri que eles têm também todas aqueles pedaços de porco salgado, igualzinho (ou quase) ao nosso.

  5. Oii, Lú!
    Então, falando em substituições, já usei Breadcrumbs pra tentar fazer farofa (nao funcionou muito! Mas deu pra aliviar a vontade na época), também tenho dificuldade com o nosso requeijão cresmoso do brasil, então normalmente eu bato na mixer cream cheese com Sour cream e dá pro gasto. Kkkkkkkk AMEI as dicas. Embora eu tenha café brasileiro em casa agora, sofri muito no começo quando cheguei aqui. Era chá-fé por todo canto. Eu vivia chorando as pitangas e o povo do Brasil ficava me perguntando: Mas e o Starbucks? Hahaha
    Sabem de nada, inocentes..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *