Dicas de viagem, Para Estudantes

Estudar Como Au Pair Nos Estados Unidos

au pair nos EUA
por comunedischio via flickr

Ser au pair nos Estados Unidos significa, resumidamente, morar na casa de uma família americana e trabalhar como babá para eles, cuidando das crianças da família. Para os americanos, contratar uma nanny estrangeira é mais interessante financeiramente do que contratar uma nativa autônoma ou então por agência de babás.

Para a au pair é vantajoso por ser um dos programas de intercâmbio mais baratos, que proporciona a possibilidade única de morar, trabalhar e estudar nos Estados Unidos pelo período de um a dois anos. O salário recebido pelos serviços como au pair pode não ser grandes coisas (aproximadamente U$ 200 semanais), porém é suficiente para viver muito bem no país, já que não precisará bancar moradia nem alimentação. Eu fui au pair de fevereiro de 2010 a setembro de 2011, e foi uma experiência incrível.

Além de poder viajar pelo país, definitivamente, a melhor parte de ser au pair é conseguir estudar nos Estados Unidos. O programa é inteiro baseado em leis, e tanto a intercambista quanto a host family devem seguir as normas impostas pelo governo e pela agência. Uma delas se diz respeito a uma “bolsa de estudo”. É responsabilidade da família ajudar a au pair financiar os estudos com uma bolsa fixa de U$ 500 durante o ano. Se o curso escolhido pela intercambista ultrapassar este valor, ela deve pagar pelo restante por conta própria.

Por isso, au pairs geralmente são orientadas a procurar aulas em community colleges (faculdades comunitárias) da região, conhecidas pelos cursos financeiramente mais acessíveis e de curta duração (de um mês a dois anos, aproximadamente). Estes cursos não são exatamente acadêmicos, mas oferecem diplomas ou certificados, que comprovam as qualificações conquistadas.

A grande maioria das au pairs brasileiras optam por cursos de inglês, para aprimorar o idioma, os quais podem facilmente ser encontrados pelo nome de ESL – English as Second Language (inglês como segunda língua, específicos para estrangeiros). Outra alternativa é optar por  certificated course (como eu, que cursei parte do certificado em Interpretação). Trata-se de cursos de dois anos que deverão resultar em um certificado quando completado corretamente.

Ter um certificado significa que você tem como provar seus conhecimentos e habilidades na área, no entanto, ainda precisa passar por uma prova específica para ser reconhecido como profissional oficialmente.  Eu tive tempo de concluir apenas 1/4 do curso, totalizando seis meses de aula – “Introdução à profissão de intérprete” e “Vocabulário e terminologia”. A opção é bastante válida se você sente-se confortável com o seu inglês e gostaria de adquirir novas experiências profissionais e estudantis.

Créditos escolares:

Na hora de optar pelo curso, a au pair deve estar atenta aos “créditos acadêmicos”, pois, se tiver intenção de renovar o visto e estender o intercâmbio no país (por mais seis, nove ou 12 meses, como lhe é permitido), precisa ter completado seis créditos – ou aproximadamente 60 horas de estudo.

O meu curso de intérprete, por exemplo, não foi suficiente para preencher os meus créditos. Como tinha intenção de ficar mais no país, paguei aulas intensivas de final de semana de “treinamento para professores de inglês” na Northern Virginia Community College, próxima a minha homestay no estado da Virginia. Desta forma, pude comprovar com os meus certificados de curso que havia concluído os créditos acadêmicos exigidos pelo programa de au pair e estender meu programa por mais seis meses.

A Northern Virginia Community College oferecia também inúmeras opções de cursos online. Eu me interessei pelo de edição de textos e o paguei por conta própria. Durou apenas dois meses e foi uma experiência muito interessante. Até então os cursos não valiam créditos para o programa de au pair, então o cursei puramente por um gosto particular. Atualmente, algumas agências de au pair aceitam os créditos adquiridos com cursos online/à distância.

Outra opção para quem está interessado em fazer um intercâmbio como au pair são os cursos técnicos e profissionalizantes oferecidos pelas faculdades comunitárias, por serem de apenas alguns meses de duração, resultarem em créditos e serem razoavelmente baratos. Além disso, é uma ótima oportunidade de ganhar qualificações acadêmicas e profissionais nos Estados Unidos, que com certeza destacarão o seu currículo quando retornar ao Brasil.

 

O visto de estudante J1:

O visto J1 concedido às au pairs permitem a estadia, o trabalho e os estudos nos Estados Unidos. No entanto, algumas intercambistas, ainda nos Estados Unidos, resolvem entrar com o pedido no consulado americano para mudar o seu visto para F1, o visto de estudante, e permanecer no país para prosseguir com os estudos em uma graduação, pós-graduação ou mestrado.

Vi alguns casos destes, alguns deram certo, outras não conseguiram o visto. Se ele não é concedido, a au pair deve deixar o país assim que o seu período no programa terminar, e o seu visto J1 perde a validade.

Qualquer intercambista que resolva permanecer sem ter conseguido a transição de visto automaticamente passa a ser ilegal no país. Portanto, se a sua intenção é conseguir algum tipo de formação acadêmica pelo programa de au pair, é aconselhável que planeje bem as suas opções e entre com o pedido pelo visto de estudante antes do seu J1 expirar. Pelo programa de au pair, a estadia nos EUA é limitada a até dois anos.

 

Esse post foi escrito por Brenda Bellani, editora do site Hotcourses Brasil, o qual oferece informações sobre cursos técnicos e vocacionais nos Estados Unidos. Se você quer estudar nos EUA, não deixe de conferir.

 

Quer estudar ou morar nos EUA?

Gostou do  Post? Compartilhe!

 

13 comentários sobre “Estudar Como Au Pair Nos Estados Unidos

  1. E para homens, há alguma profissão preferencial para intercâmbio, ou também são aceitos homens como au pair?

  2. Bruno,

    Rapazes podem ser au pair também. Só há restrição de idade, que se não me engano é de 26 anos.

  3. Conclusão, fazer isso achando que vá ter tempo para estudar é balela. Em 1 ano e 6 meses, estudou 6 meses de um curso de 2 anos.

  4. João, a conclusão é quem vem como au pair tem como objetivo principal a experiência de vivência no país e não há nada de errado nisso.

  5. Quero mudar o meu status para estudante, mas não fiz os créditos como au Pair vc acha que isso pode me prejudicar na troca de status? Grata,

  6. Marcela, veja se você tem como entrar em contato com a Brenda através do site do Hotcourses Brasil, link no fim do artigo.

  7. Eu e uma amiga estamos pensando em fazer, tem possibilidade de ficarmos na mesma cidade?

  8. Pelo que sei, Giovanna, tudo vai depender de que host families são as mais compatíveis com você e com sua amiga e elas podem não morar no mesmo estado ou região americana… então não vou dizer que é impossível mas é difícil que vocês acabem morando na mesma cidade. De qualquer maneira, mesmo se esse for o caso, que diferença fará? Você não está vindo para cá para ter uma experiência única de vida? Com ou sem sua amiga a tiracolo, valerá a pena, você fará outras amizades aqui e nas suas férias pode até se encontrar com sua amiga em outro estado… Há muito mais mobilidade aqui nos EUA do que no Brasil.

  9. Não sei Letycia, mas acho que para poder fazer o SAT a pessoa tem que estar no high school americano. Pergunte na sua agência.

Faça parte da conversa: