Para Estudantes

Como Passar Em Qualquer Teste De Inglês Em 5 Passos

Esse post é uma resposta mais completa à pergunta feita pelo seguidor do Twitter do blog, André… Ao ver o tweet sobre dicas para estudar para o TOEFL ele me perguntou se eu tinha dicas para o TOEIC também (o qual é outro teste de proficiência em inglês).

Respondi à pergunta dele em basicamente 5 partes (os 140 caracteres permitidos em cada tweet delimitaram minha explicação) e essas simples mas importantes dicas podem ser usadas para estudar para qualquer teste de inglês.

Seja o da sua escola ou a testes padronizados (não somente em inglês mas em qualquer idioma que você esteja estudando por sinal) tais quais o TOEFL, IELTS e TOEIC.

Mas o que é preciso para tirar nota acima daquela que você precisa no seu teste?

 

  1. Saber qual nota você precisa tirar.
  2. Conhecer a estrutura do teste que será aplicado.
  3. Saber quais seus pontos fracos e pontos fortes.
  4. Se concentrar nos seus pontos fracos.
  5. Estudar o guia oficial  e praticar no formato do teste.

 

1. Saber qual nota você precisa tirar.

Você não precisa se matar para passar em um teste de línguas e saber quanto você tem que tirar nesse teste pode ser a diferença entre passar no mesmo tranquilamente ou enlouquecer tentando.

Saber qual nota você precisa vai depender do tipo de teste e de qual é o objetivo que você deseja alcançar ao terminar o mesmo.

Um estudante do ensino médio, por exemplo, pode precisar de certa nota para poder passar de ano em inglês, já um profissional formado pode precisar de tal nota no teste para ser transferido para uma filial da sua empresa em outro país e por isso precisa mostrar certa fluência, ou ainda uma pessoa que queira estudar nos EUA precisa demonstrar sua capacidade de conseguir assimiliar seus estudos na língua inglesa e precisa para tal tirar determinada nota em um teste de proficiência caso queira ser aceito em uma escola americana.

De qualquer maneira você terá que pesquisar e perguntar para as pessoas certas sobre qual nota você precisa.

2. Conhecer a estrutura do teste.

Nenhum marechal vai à guerra sem conhecer o território e exército inimigo (já que ser bobo de fazer o oposto é a diferença entre ganhar e perder a guerra).

Da mesma forma você não vai se aventurar a fazer um teste que você desconhece.

Basicamente você precisa saber quais habilidades serão testadas no exame, ou seja, se você precisará somente interpretar textos e escrever em inglês, ou se as respostas são somente de múltipla escolhas ou ainda se você terá que falar e mostrar que é capaz de entender conversas ou se há limites de tempo em cada questão ou somente no teste como um todo.

Mas onde conseguir toda essas informações, você pergunta. A resposta é simples, seu professor provavelmente te informará o formato do teste caso falemos de uma prova na escola, já no caso de testes de inglês padronizados tudo isso pode ser encontrado no site oficial da instituição de ensino que aplica esses testes.

3. Saber quais seus pontos fortes e fracos.

Depois de conhecer a estrutura do teste você já deve ter uma idéia de qual parte do mesmo representa mais dificuldades no seu caso.

É aqui que conhecer seu nível de inglês nas mais variadas habilidades da língua (as quais geralmente se dividem em fala, escuta, escrita mas não podemos excluir a interpretação e improvisação da história) te ajudam a conseguir  uma nota boa.

Caso você não tenha certeza ainda de onde se encontram seus pontos fracos você pode fazer testes online que cubram essas diferentes habilidades e comparar seus resultados (aquelas com menos erros são seus pontos fortes e as com mais erros seus pontos fracos).

Você pode ainda contratar um professor particular para te testar  e ver o que ele/ela tem a te dizer e como ele/a te aconselha a superar suas dificuldades.

4. Se concentrar nos seus pontos fracos.

A partir do momento que você conhece seus pontos fracos e pontos fortes, estudar fica muito mais fácil. Isso acontece por que sua estratégia de estudo deve ser se concentrar nas áreas que você mais possui dificuldades e não naquelas que são super fáceis.

Qual a lógica disso? Se algumas das habilidades citadas nos parágrafos acima são naturais para você, a única coisa que você precisa fazer sobre elas é  uma revisão simples e rápida. Você já sabe o básido delas para “sobreviver” um teste naquelas áreas e provavelmente tirará uma nota consideravelmente boa naquelas partes do teste.

O restante do tempo que você possui para estudar (que dependendo do seu dia-a-dia pode ser bastante restrito) deve ser usado para transformar pontos de interrogação que você possui sobre a língua inglesa em pontos de exclamação.

Obviamente ao entender a estrutura do teste, você também entenderá que certas partes do mesmo podem possuir valor maior do que outras. Nesse caso, você deve usar tanto a dica da habilidade mais fácil para você tanto quanto o valor que a parte que a representa no teste possui.

Digamos que você é ótimo entendedor de falantes nativos de inglês, portanto seu listening ou a escuta será ótima. Se essa parte do teste possui mais valor, você facilmente obterá boa nota com um pouco de revisão e treino, agora se a parte de interpretação de texto te confunde e vale mais você tem que treinar mais sua interpretração.

5. Estudar o guia oficial e praticar o formato do teste.

Seja o manual para a prova de vestibular ou do teste padrão, ler o manual do começo ao fim é essencial.

Certas pessoas podem até pensar que isso é perda de tempo, mas na verdade o manual pode oferecer muitas dicas para melhorar seu tempo e nota e ninguém melhor para falar do teste do que o guia oficial do mesmo.

Ao ler o manual online que se encontra no site do ETS (que é a organização que cria o TOEFL) e também tudinho sobre o teste nesse mesmo website, por exemplo, você descobre que há exemplos de perguntas do teste e também um pacote com exercícios iguaizinhos ao teste que você pode comprar e ter uma idéia de quanto você tiraria nele se o fizesse naquele momento.

Essa avaliação poderia muito bem te ajudar a reconhecer partes que poderiam te causar problemas e prevenir essa situação de acontecer. Os resultados desse teste prático podem até te surpreender e fazer com que você mude sua estratégia de estudo.

Se você não tivesse lido toda a área dedicada a esse teste no site oficial dele, você teria chegado a essa mesma conclusão? Dificilmente.

Enfim, essas são cinco dicas para quem quer tirar boas notas em testes de inglês, no entanto elas também valem para testes em quaisquer outras línguas. Se você conhecer suas habilidades você saberá exatamente como se virar na hora do aperto.

Boa sorte!

Gostaria de falar sobre o assunto? Então deixe seu comentário abaixo.

Quer aprender inglês de vez?

Gostou do post? Então compartilhe!

4 comentários sobre “Como Passar Em Qualquer Teste De Inglês Em 5 Passos

  1. Adorei seu Blog!!
    Consegui o Greencard e agora tbm vou morar nos EUA e estou conferindo algumas dicas no seu blog e achei otimo para quem acabou de se mudar para a terra do Tio Sam
    Vou recomendar para tdos meus amigos que vao se mudar pra ca
    Mto obrigado pelas dicas!!!!!

  2. Olá Leonardo,

    Muito obrigada por acompanhar o blog e pelas recomendações. Fico contente em saber que o conteúdo é de ajuda 🙂

  3. Lu, comprei seu e-book. Leio todos os seus posts. Você pensa em tudo. Quem sabe um dia vou morar por aí. Suas dicas são sensacionais. Abs.

  4. Olá Mara,

    😀 Obrigada por acompanhar o blog e mais ainda por comprar o ebook! Espero que você tenha curtido as dicas nele. Corra atrás dos seu sonho! Sucesso! Abçs

Faça parte da conversa: