Curiosidades, Dicas de viagem, Para Estudantes, Para imigrantes

Entrevista Que Demos Para O Blog Portal Da Língua Inglesa

A entrevista abaixo foi concedida a Bruno Coriolano que a publicou primeiramente no blog Portal da Língua Inglesa.

 

Bruno Coriolano: Se um brasileiro decidir ir morar nos Estados Unidos da América, o que ele deve ter em mente? Quais as atitudes que ele deve tomar?

Viver nos EUA: Ele deve procurar se preparar tanto psicologicamente quanto financeiramente com antecedência e pesquisar bastante sobre os Estados Unidos. O ideal seria já saber inglês também.  Aliás isso vale para brasileiros que desejam morar em qualquer outro país.

BC: Você poderia falar de costumes que os americanos têm que nós brasileiros não, como por exemplo, Yard Sales (Garage sales), Thanksgiving (dia de ação de graças), Halloween (dia das bruxas) etc?

VNE: Como essas duas culturas diferem bastante uma da outra, a lista de costumes diferentes ficaria enorme. A perspectiva do americano de vida é diferente do brasileiro o que faz com que praticamente tudo seja diferente.

Por exemplo, quando o americano fala que a crise econômica é ruim, seria por que ele vai ter que cortar os dias de férias dele e não viajar para o exterior, já o brasileiro quando diz que a economia está ruim é por que ele mal consegue comprar necessidades básicas para sua sobrevivência.

Por isso que brasileiros pensam que todo mundo está passando fome por aqui quando americanos comentam sobre a crise. Essa é a perspectiva que o brasileiro tem, mas não condiz com a verdade do que se passa aqui. É tudo uma questão de diferença cultural.

BC: Aqui no Brasil muitos acompanham novelas pela TV com bastante entusiasmo; nos EUA o mesmo parece acontecer com as famosas séries de TV (seriados). Qual a relação entre o povo americano e a TV americana?

VNE: Americanos gostam tanto da TV quanto brasileiros. Há até telenovelas por aqui, mas como você mesmo disse elas não chegam nem perto do impacto que os seriados americanos têm na cultura popular do país.

BC: Eu já morei em New Jersey e quando falo para os meus amigos que o atendimento em restaurantes e lojas nos EUA é bem diferente do que encontramos aqui no nosso país, eles dizem que eu estou sendo pedante ou exagerando. Você poderia falar da diferença em relação ao atendimento em bancos, restaurantes e lojas na América?

VNE: Acho que a diferença principal é que o serviço de atendimento ao consumidor aqui realmente funciona. O cliente tem sempre razão e se reclamarem eles conseguirão obter seus direitos. O mesmo não se vê muito no Brasil, embora felizmente as coisas estejam mudando devagar.

 

BC: Quais a diferenças entre as mulheres brasileiras (latinas) e americanas? E entre os homens? Devemos lembrar que ambos pertencem às culturas totalmente diferentes e isso pesa muito nas diferenças.

VNE: Americanas costumam ser mais independentes, isso é embutido na cultura delas desde criança. Aliás, as escolas e pais ensinam e incentivam as crianças a serem independentes desde  cedo.

Os americanos são menos machistas e possuem mais objetividade em relação ao que eles querem, eles são diretos e partem para ação. Eles também são mais independentes, mas ainda assim eles participam ativamente na criação dos filhos, divisão de tarefas domésticas e etc. Não há tabu em relação a tudo isso por aqui.

 

 BC: Fala-se muito no “estilo de vida americano”. Como você descreveria esse estilo de vida?

VNE: O estilo de vida americano é não somente ligado ao consumismo e ter um carro, casa e muitas outras amenidades e sim possuir liberdade religiosa, política e de escolha em geral. Além de muito mais oportunidades para subir de vida.

BC: Os americanos parecem ser um dos povos mais patriotas do mundo. Você concorda? Como se justifica esse patriotismo?

VNE: Sim. Eles já nascem aprendendo que o respeito à pátria é uma das coisas mais importantes e eles participam ativamente do melhoramento da comunidade deles.

BC: Sabemos que muitos brasileiros vivem nos EUA. Qual a região onde podemos encontrar o maior número deles? Você acha uma boa ideia o contato com brasileiros para quem está fazendo intercâmbio nos EUA?

VNE: A Flórida ainda é um dos estados que mais atraem imigrantes brasileiros, particularmente o Sul do estado.

Contato com brasileiros não é uma boa ideia para aqueles que desejam estudar inglês nos Estados Unidos ou em qualquer outro país onde a língua oficial seja o inglês. Isso também vale para quem deseja estudar qualquer outro idioma. Quando o objetivo é estudar outra língua a regra é conversar com nativos da língua e não brasileiros.

BC: Quais são as desvantagens de viver nos EUA depois dessa crise mundial? Ainda é financeiramente interessante viver naquele país?

VNE: O nível de desemprego aqui ainda é considerado significativo. Se o brasileiro possui condições de adquirir um visto que lhe dá direito de trabalhar, estudar e de adquirir residência permanente, compensa sim, pois os Estados Unidos ainda é o país da liberdade e oportunidades.

 

 Bruno Coriolano é professor de inglês e administrador do blog Portal da Língua Inglesa, o qual tem como objetivo tornar o a língua inglesa mais acessível para todos. Para saber mais sobre o blog dele clique nesse link.

Gostou Desse Post? Compartilhe Com Seus Amigos!

8 comentários sobre “Entrevista Que Demos Para O Blog Portal Da Língua Inglesa

  1. nossa gostei muito desta entrevista esta de parabens e agora me da mais vontade de ir pro EUA . congratulations

  2. Sobre a resposta à segunda pergunta: é por isso q os americanos são mais fracos q os brasileiros porque nem sabem o q é passar por necessidade e se um dia acontecer o pior mais da metade nao sobrevive…. Gosto muito do blog e das reportagens e gosto demais dos USA mas algumas opinioes sao bem pretenciosas. Sorry!

  3. Pedro,

    Muito pelo contrário, essa não é a primeira vez que americanos enfrentam uma crise econômica e se hoje os EUA ainda é o país dos sonhos de muitos, devemos isso a resiliencia dos americanos. Não podemos esquecer que há pessoas que não sabem o que é passar necessidades no Brasil.

    Obrigada por acompanhar o blog. Não é possível agradar a todos.Também não esperamos e não temos a pretensão de que nossos leitores concordem com tudo. O que seria do amarelo se todos gostassem do azul, não achas?

  4. Your blog is great,fantastic and you’re of congratulation!
    Oi, eu queria saber como eu posso conseguir um intercâmbio para os Estados Unidos, faço curso de inglês no CCAA, e sempre foi meu sonho morar e estudar nos Estados Unidos. Minha família aquelas que tem muito PARTRIOTRISMO , só apenas eu tenho este sonho em uma família de 50 pessoas , queria saber quanto custa o intercâmbio? E as dificuldades de sobreviver? O clima e os terríveis tornados? As melhores cidades para fazer um intercâmbio? Quanto custa um intercâmbio? Há possibilidades de conseguir uma bolsa de estudos para fazer intercâmbio pros Estados Unidos?

    I’m counting on your help!

  5. Está tudo perfeito e todos de parabéns, os EUA, o BLOG, mesmo que neste ano os EUA não irá passar o melhor THANKSGIVING DAY de todos,mas, não deixo de gostar deles, desde de apenas 4 anos de idade, sonho ir lá, estudar lá, e morar lá. Mesmo com a crise os EUA, não deixa de ser o pais mais fantástico do mundo, com sua cultura, DIVERSÃO E DOCES NO HALLOWEEN, TODOS AO REDOR DA MESA no THANKSGING DAY, o dia emocionante de MARTIN LUTHER KING… É um país maravilhoso, portanto, é o país mais fantástico no Natal em todo o mundo as ruas decoradas, a fantástica, fascinante árvore de natal na TIME SQUARE… Não vou falar mais, se não não caberia no BLOG, tantas coisas que acho incríveis nos Estados Unidos, são infinitas, pois a cada ano, a cada dia os EUA sempre vai criando novas coisas para surpreender, e que até hoje vem me surpreendendo…
    O blog é perfeito… Finalmente achei um blog maravilhoso, com um conteúdo que sempre procurei!

Faça parte da conversa: