Cultura Americana, Curiosidades

O Cinturão Bíblico Americano

Um dos muitos valores que a sociedade americana cultiva é o da liberdade de religião. Afinal de contas, esse país foi praticamente fundado para ser um refúgio de perseguidos religiosos.

Embora essa liberdade exista e digamos que se você seja budista ou muçulmano e facilmente encontrará seu templo/igreja por aqui, a maioria da população americana ainda é cristã.

Quando digo cristã, falo de todas religiões sob essa ampla categoria, seja dos católicos, protestantes, batistas, luteranos, metodistas, dos evangélicos e de outras mil denominações religiosas quase desconhecidas e daquelas que surgem todos os dias.

E uma das regiões com maior número de pessoas religiosas e fervorosas ( e devo adicionar cristãs) nos Estados Unidos é a chamada de Cinturão Bíblico. Essa região engloba os estados do Sul e alguns dos estados do Centro-Oeste americano. Sendo que o estado do Mississippi é o mais religioso de todos.

Algo interessante é que a população nesses estados tende a ser mais conservadora em todos os sentidos. Sendo que sua religião influencia  até para quem eles votam, resumindo em políticos conservadores.

É nessa região também que há os chamados de religiosos extremistas ( e não estou falando de muçulmanos extremistas e sim de cristãos extremistas). Aqueles que podem ser enquadrados nesse grupo tendem a agir de maneira negativa contra pessoas que possuem fé diferente ou que simplesmente sejam diferentes (leia-se que ajam de qualquer maneira que seja condenada pela Bíblia e eles podem até usar desculpas que justifiquem seu comportamento que às vezes nem estão no livro Sagrado para começo de conversa).

Eles são assim classificados, por que da mesma maneira como outros extremistas religiosos, eles querem que “os infiéis” se conformem com os ensinamentos cristãos ou sejam “punidos” por possuírem fé diferente, por serem ateus ou por serem simplesmente espirituais. Sendo que às vezes essa punição não é tão óbvia ou aberta.

Mas obviamente nem todas pessoas religiosas que moram nessa região são extremistas ou perigosas para a sociedade. Muitos dos nativos da Bible Belt simplesmente vão à igreja regularmente, suas crianças participam da catequese ou de grupos de jovens, eles fazem questão de casamentos na igreja e possuem uma mentalidade mais conservadora em relação a definir às regras que a sociedade deveria seguir.

Mas há o outro lado da moeda e embora essa região seja super conservadora em geral, ela é também conhecida por altos índices de divórcio, gravidez entre adolescentes, alto nível de obesidade, maior taxa de estudantes que não completam o ensino médio e um apoio incrível ao uso de armas de fogo por individuais.

Não implicamos com isso que esse  lado negativotodo tenha a ver com a religiosidade da região, mas sim que essa contradição entre o que se prega e o que se faz por lá costuma ser intrigante.

Mas o pensamento religioso extremista não fica só naquela região e às vezes ele chega ao âmbito nacional. Quando, por exemplo, certos líderes americanos usam de preceitos religiosos para assinar leis absurdas(houve até um político que disse que a separação da igreja e estado – a qual se encontra na Constiuição Americana –  não deveria existir) ou o eterno debate sobre o que deve ser ensinado para seus filhos na escola: criacionismo ou darwinismo.

Enfim, americanos são religiosos (especialmente aqueles que moram ou que cresceram no cinturão bíblico) e costumam ser tolerantes de religiões completamente estranhas a eles. Ainda assim extremismo existe e não é preciso ir muito longe aqui dentro mesmo para encontrá-lo.

Gostou Desse Post? Compartilhe Com Seus Amigos!

7 comentários sobre “O Cinturão Bíblico Americano

  1. Ótimo post !
    E aqui vou eu com meu comentário polêmico, prá variar:
    Dia desses uma dupla de mórmons vindos de Utah bateu aqui em casa e ficaram com aquela história ‘prá lá’ de inverossímil de Joseph Smith e anjo Moroni e etc…
    Esse tipo de coisa me põe a pensar:
    “Como é que um (uma parcela, é claro) povo que é tido como um dos mais avançados, ricos e civilizados do mundo pode ser tão carola e ingênuo assim ? ”
    A resposta talvez seja: Eles podem ser ricos e poderosos mas estão MUITO longe de ser cultos e inteligentes como os Europeus, por exemplo…
    Me refiro aos Europeus do norte, é claro !

    HUgs,

  2. Lu:
    Obrigado por ter me atendido, assim que eu tiver novas boas idéias, volto a sugerir,

    Hugs,
    Rick
    Bauru

  3. As pessoas mais inteligentes que vivem ou já viveram no mundo são ou foram religiosas. Mas, como os religiosos são maioria, também, encontramos as pessoas mais simples de educação formal, o que pode não significar falta de inteligência ou sabedoria.

  4. Sim,Os Estados Unidos foi fundado com base na religião protestante e não outras, tanto que a maioria no pais é protestante(pesquise)
    Discordo de varias coisas que voce disse, inclusive que a maioria dos problemas familiares são de origem crista, mas sim a vida com Deus que impede este tipo de situação: (separação, gravidez de adolescente, obesidade). Como se no Brasil, um pais criado sob o catolicismo , è extremamente rico em tudo que é imoral, sem segurança, corrupção.O Brasil tem quase a mesma idade dos Eua( É SÓ COMPARAR OS DOIS PAISES)
    Quanto ao extremismo cristão que voce descreve, e não islamismo como voce informa: Tem muita cristão cortando cabeça por ai?

  5. Olá Eder,

    O site que você idicou é estranho no mínimo 😀 O cara tem direito a opinião dele mas minha opinião da coisa, sinceramente e estou com vontade de dar risadas aqui, é que parece coisa de maluco extremamente religioso que vê o diabo em tudo, inclusive nos EUA. Você pode discordar, você tem direito à sua opinião.

    “Os Estados Unidos foi fundado com base na religião protestante e não outras, tanto que a maioria no pais é protestante(pesquise)” Na verdade a Constituição americana e os Founding Fathers eram homens brilhantes – essa resposta também é para o comentário anterior ao seu, acabei esquecendo de responder ele 🙁 – e que pregavam a liberdade de religião justamente por serem ateus, SIM! Eles tinham ideais i-lu-mi-nis-tas e não da Idade Média.

    Ah, protestantes são cristãos e sim fazem parte da maioria dos EUA, eu não disse o contrário. Lembre-se que na Constituição há a maravilhosa separação da Igreja e Estado! Idéia maravilhosa dos Founding Fathers. Thank goodness!

    Recomendo que você faça sua pesquisa, estude um pouco mais de história americana. Mas claro que falta de religião ou não ser religioso o suficiente não pega bem em campanhas políticas não é? Afinal num país com maioria cristã, há sempre um político e outros (doidos querendo tão desesperadamente a aprovação do povo – a maioria dos políticos daqui devem ser ateus ou menos religiosos do que dizem só para ganhar votos rsrs) que pregam que o Estado e a Igreja deveriam ser um só ou dão apoio a leis repressoras e esdrúxulas baseadas nos “ensinamentos” da Bíblia. Por ensinamentos leia-se a interpretação míope de certos líderes religiosos.

    Não disse que “a maioria dos problemas familiares são de origem crista”, quem assumiu e disse isso foi você. O que falei é que é interessante notar que a região mais religiosa dos EUA também é a mais pobre e mais cheia desses tipos de problemas, isso sem falar na falta de educação decente.

    Ah propósito, católicos estão na mesma categoria que protestantes, ambos são cristãos. Não se esqueça disso. E se você estudou história brasileira já sabe por que ambos países são tão diferentes.

    Há extremismo dos dois lados. Os muçulmanos extremistas querem explodir todos os infiéis e os cristãos extremistas querem mandar na vida de todos infiéis, mandar nos ovários de todas mulheres, juntar a Igreja e o Estado, reprimir casais gays e outras minorias, pois afinal em alguns estados dessa região não basta ser somente religioso, você também tem que ser americano e acima de tudo branco. Quanta compaixão, ou será que eles não pregam isso na igreja deles? Ou será que compaixão que eles pregam tem limites e só podem ser aplicadas a certos tipos de pessoas? Hmm, interessante, food for thought.

    Aos demais leitores, gostaria de dizer que não sou contra religião mas sim contra pessoas que usam de religião para causar dano aos outros ou reprimir a liberdade deles, controlar nações e etc e que tem a mania de forçar a mesma goela abaixo dos outros ou achar que somente a reigião deles é pia e que devem erradicar quaisquer pessoas de outras ou sem religião.

    Você é religioso? Ótimo, você é ateu? Ótimo. Judeu? Budista? Protestante? Católico? Testemunha de Jeová? Acredita no abominável homem das neves? I DO NOT CARE. Viva sua vida, seja feliz e pare de encher o saco dos outros com seu extremismo religioso.

  6. Difícil não notar que os Estados mais religiosos são os que tem menor IDH, como o Mississippi (em que o IDH, apesar de ser o mais baixo nos EUA, é mais alto que o maior IDH de um estado brasileiro)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *