Para imigrantes

Mitos E Verdades Sobre O Sistema De Saúde Americano

O sistema de saúde americano, chamado aqui de Healthcare, é um dos mais caros do planeta. Ele é tão caro que há americanos que dizem que não se pode ficar doente por aqui, já que dependendo do tipo de doença a conta final do hospital pode levar um indivíduo à falência.

Mais muito se pergunta sobre o porquê do sistema de saúde daqui ser tão ruim no quesito de gastos e em relação à empresas de seguro de saúde. Já que no quesito de diagnóstico e atendimento eles são bastante eficientes. Mais do que no Brasil, por sinal.

Muitas pessoas dizem que isso tudo ocorre devido ao número de idosos no país, ao aumento do número de americanos obesos, erros médicos e até ao número de fumantes e alcoólatras.

Em primeiro lugar, o número de idodos nos EUA é bem menor do que em muitos outros países desenvolvidos, o mesmo ocorre com o número de fumantes e alcoólatras (sec você já visitou a Europa vai saber a diferença rsrsrs) e embora a obesidade seja um problema, seu impacto no sistema de saúde é mínimo, assim como sobre o total de erros médicos que ocorrem todos os anos.

Mas todas essas explicações não passam de mitos criados para explicar os porquês verdadeiros da crise do sistema de saúde nos Estados Unidos. Vamos aos verdadeiros motivos que causam aquela conta absurda depois do seu check-up, a qual faz com que você se arrependa de ter ido ao médico em primeiro lugar:

Falta de regulação:

O governo americano segue a idéia de que a maioria dos tipos de negócios (incluindo empresas que provêem seguros de saúde) não devem ser extremamente regulados. Fenômeno esse conhecido como Free Market.

O problema disso é que empresas são criadas para fazer o máximo de lucro possível e se isso significa meter a faca em indivíduos doentes ou que precisam de cuidados médicos, essa companias o farão.

Para se ter uma idéia remédios por aqui costumam ser 118% (!) mais caros do que em outras partes do planeta. Uma cartela de anticoncepcional, por exemplo, custa em média 50 dólares e com o seguro! Se isso já não bastasse, você não consegue comprá-la sem uma receita médica e uma visita ao ginecologista é um absurdo de caro.

Gastos excessivos com papelada:

O sistema adminitrativo de saúde americana é super complexo e muito dos gastos do sistema provêm dessa complexidade toda. Para se ter uma idéia, ele é tão cheio de detalhes e burocracia que muitos conseguem achar brechas no sistema e conseguir pedir por auxílios saúdes que não deveriam ter sido dados em primeiro lugar. Simplesmente uma fraude atrás da outra.

Gastos excessivos com ambulatórios:

Aqui nos EUA os custos de ambulatórios são bem maiores do que aqueles de internações. Por essa razão, muitos médicos indicam que operações simples sejam feitas em ambulatórios ao invez de hospitais.

Medicina: Uma ótima escolha de profissão:

E o último detalhe que faz com que o sistema de saúde seja esse absurdo é o salário com o qual pagamos os médicos americanos. Enquanto em outros países médicos ganham três vezes mais do que um indivíduo normal, nos EUA essa diferença é de 5 vezes.

Isso é uma boa notícia para brasileiros que desejam trabalhar como médicos por aqui, não tão boa porém para brasileiros que desejam morar permanentemente nos EUA.

Voce já teve que ir ao médico por aqui? Gostaria de compartilhar sua experiência em relação ao atendimento e preço do mesmo conosco? Então deixe seu comentário abaixo.

Gostou Desse Post? Compartilhe Com Seus Amigos!

20 comentários sobre “Mitos E Verdades Sobre O Sistema De Saúde Americano

  1. Olá, sempre leio seu blog e gostaria de sabe especificamente sobre este post. Você teria ai uma relação das empresas de seguro de saude? Sabe quanto custa para manter esse seguro? Custo unitário ou familiar? O seguro cobre todas as despesas de saude? como um acidente, internação por qualquer motivo, exames, partos etc?? Aguardo noticias.

  2. Lu, mas quanto custa um seguro de saúde individual para um adulto de 36 anos com direito a quarto particular e uma cobertura local(estadual)? Para mim que tenho cobertura municipal, ou seja, só posso ser atendido por médicos credenciados dentro do município do RJ eu pago R$166,57, e posso dizer que é um plano até bem vagabundo e já acho caro.

  3. Essa história do anticoncepcional me assustou. Eu pretendo passar alguns meses nos EUA logo logo, e não posso parar de tomar anticoncepcionais. Será que no aeroporto eles vão me enxer o saco se eu for com umas 10 cartelas? rsrsrs

  4. LU
    Gostei muito do post. Esse assunto realmente me preocupa. Eu estou sem seguro saúde por questões financeiras. Só poderei contratar um quando começar a trabalhar.
    Tive um problema no nariz e tive que ir ao médico. A consulta nem foi tão cara assim $ 100 dólares. No Brasil uma consulta particular sai bem mais que 100 reais. No entanto, só a pomada que o médico me receitou custou 118 dólares!
    Minha professora de 65 anos machucou o pé e teve que ir ao pronto socorro. Mesmo com seguro pagando parte da consulta ela teve que desenbolsar 500 dólares! Esse é um assunto complicado por aqui. Já o Canadá tem sistema de saúde pública de qualidade para a população. Eu nem entendo direito esse assunto por aqui e me parece que o Obama não vai conseguir aprovar o Health Care que ele queria.
    O jeito é se cuidar e tentar não ficar doente… 🙁
    Bjs

  5. Elton,

    Há muitas empresas de seguro de saúde, portanto fica difícil fazer um relação de cada uma delas e seus detalhes. Quando você contrata uma empresa de seguro, você faz a relação dos tipos de serviços médicos que você quer pagar. Se você quer um seguro que cubra todas especialidades médicas, você certamente pagará mais.

  6. Anderson,

    Funciona da seguinte maneira, você vai escolher pelos tipos de serviços médicos que você deseja pagar. Há planos de 40 dólares e outros muito mais caros.

  7. Janaína,

    10 cartelas pode ser considerado muito. Geralmente eles desconfiam de muita medicação. Você deve trazer sua receita médica para caso haja qualquer problema você pode confirmar que a medicação é para você.

    Tem muita gente que traz anticoncepcionais para vender aqui e isso é fraude e da cadeia.

  8. Oi Renato,

    É verdade, precisar de médico aqui e não ter um bom seguro de saúde fica muito complicado. E geralmente os seguros não cobrem tudo, como internamento/ ambulatório por exemplo. Sempre tem algo para pagar e muitas vezes é bem mais do que se espera, e isso com seguro, imagina sem!

    Bjs,
    Lu

  9. Certo, Lu obrigado pela resposta.
    Mas só para ter uma ideia. Aqui no brasil tenho unimed nacional, o plano mais completo que exite cobrindo tudo sem limite e sem carencias para mim e minha familia e pago em torno de R$ 1000,00 mês (eu, 35 anos, minha esposa 30 e meu filho 2 anos)Você acha que nos EUA um plano que me oferece sairia em torde de 750 dolares /mes? Obrigado, Elton

  10. Elton,

    Uma família americana pagará em média 483.25 dólares por mês em seguro de saúde (esse é sem ser através do empregador). Dependendo da sua necessidade, do seu tipo de emprego, do seu salário, do tamanho da sua família e da região onde você mora é possível encontrar preços maiores e menores. Recomendo que você dê uma olhada em sites de seguradoras americanas para ir se familiarizando com os preços e etc.

    Abçs,
    Lu

  11. Oi. Eu sempre venho aqui no seu blog ver as novidades; admito que gosto muito da sua maneira clara e imparcial de expor cada situação. Eu reflito sobre os gastos com saúde nos EUA há algum tempo. Às vezes aqui no Brasil tudo parece absurdo (preço de carro, por exemplo). Mas alguns gastos nos EUA são muito altos também, sendo que na área de saúde são terríveis e totalmente radicais – pague ou morra. O SUS brasileiro, embora terrível, dificilmente vai deixar alguém morrer por absoluto descaso. Valeu pelo post esclarecedor. Boa sorte!

  12. Cezar,

    Muito obrigada por acompanhar e deixar sua participação através dos comentários! É nem tudo é perfeito por aqui e por isso o governo está tentando mudar o sistema de saúde. Tomara que as coisas mudem.

    Abçs

  13. Ah sim… pois é. Os americanos tem uma relação diferetne com o dinheiro que que aqui no Brasil. Eu pago pode exemplo 750 reais o que da uns 500 dolares. É muito, mas se voce quiser ter algo descente aqui, você tem que pagar isso. Se pagar a mesma coisa nos EUA e ainda ter acessos a uma saude de “primeiro mundo” eu acho isso “barato”. Entende?

  14. Bom dia, sou C. Dentista e conheci o blog recentemente, tenho muita curiosidade em saber como funciona o atendimento odontológico nos EUA, algum de vocês que reside nos EUA já precisou de atendimento odontológico?? como foi esse atendimento e qual o custo?? um abraço a todos!

  15. Eduardo,

    O atendimento odontologico americano e igual ao brasileiro, os procedimentos sao os mesmo so que os precos sao exorbitantes, o que por sua vez faz com que muitos brasileiros e ate europeus voltem para seus paises de origem somente para tratamento dentario.

  16. Eu tive um acidente de carro, aparentemente nao havia se passado comigo, porem 2 horas depois do acidente, fui ao hospital pq eu tinha sangue na urina. O valor deste atendimento? Quase U$ 7000.00. Neste caso foi pago pela seguradora do carro.
    Mas meu plano custa U$ 358,00 mensal, incluindo maternidade. Onde o seguro paga 80% das despesas e eu 20%. Fiz tambem uma pequena cirugia, em nivel ambulatorial, fiquei no hospital por duas horas. Algo em torno de U$ 10000.00 como disse anteriormente fiquei com a parte de 20% (U$ 2000).
    Mas quando recebi o relatorio de despesas do hospital estava especificado, por exemplo, um rolo de gaze e pomada, que eles me deram para fazer curativo em casa com custo de U$165,00 sendo q no Wal-mart isto nao custaria nem U$ 10.00!!!!!

  17. acho um absurdo voce nao deveriam ter um sistema de saude gratuito , o governo americano explora ate nisso

  18. Olá pessoal,
    se você precisa de serviços médicos, especialmente atendimento ginecológico, anticoncepcional e até mesmo o serviço de aborto e aconselhamento existe o Planned parenthood. Dependendo do serviço e do estado em que você mora essa consulta e medicação é de graça!
    É apenas sugerido uma contribuição em qualquer valor para a manutenção do programa, coisa que recomendo afinal o serviço é gratuito e de qualidade, apenas com nosso apoio continuará a atender.
    aqui está o site http://www.plannedparenthood.org/ com zip code você pode encontar um centro perto de você.
    espero ter ajudado.

  19. Lu
    Já assisti um documentário que fala horrores dos planos de saúde americano, além de você sempre pagar uma parte, os médicos não passam todos os exames que vc pede e precisa, além de muitos entrarem em falência pra se salvar ou morrer porque foi recusado tratamento. Os planos recusam tratamento (quanto mais recusam, mais é a bonificação do perito) e outras vezes você faz o tratamento e o plano acha um motivo de cobrar depois. E os remédios são caríssimos!
    Um conhecido q não sabia como era o sistema e não tinha plano de saúde (mesmo podendo pagar um) ficou resfriado, foi para o hospital e a conta foi U$5.000!
    Me disseram que um hemograma aí custa U$350,00, aqui não custa R$40,00, uma restauração de dente não custa menos de U$3000 aí, aqui não custa R$100,00, com R$7000 (convertendo o dólar pra real) se troca todos os dentes estragados por implante e ainda sobra pra fazer um clareamento dental!
    Tenho uma doença pre existente (síndrome de Chron) acho que nem serei aceita por algum plano aí :/ (você saberia me confirmar?)
    Aqui, eu e meu marido, temos cobertura de um plano empresarial, não gastamos R$100,00 por mês e nem é o melhor plano do mercado, já fiz: uma cirurgia no joelho, já passei uma noite no hospital e precisei fazer uns 30 exames, fiz 2 colonoscopia no intervalo de 10 meses, vários exames de sangue, ultrassom e prevenção ginecológica anual, um tratamento no útero, RPG (reposição global postural – um tipo de fisioterapia pra melhorar a coluna e evitar dores – eu e meu marido fazemos), exames oftalmológicos, ainda vou tentar a cirurgia de miopia (descobri que a lei me dá esse direito) e NUNCA paguei um centavo a mais na mensalidade, tudo isso num intervalo de 3 anos, infelizmente por necessidade, ninguém vai pra medico e sofre com exames por frescura!
    Imagino quanto me custaria tudo isso aí!

    Pra não dizer que não pago nada, pago a consulta com um especialista em Chron (no plano não achei gastros bons), a consulta dele custa R$400,00 (tenho direito a volta), o medico fez doutora e tem phd no Japão, é a referência aqui, e o valor não é exorbitante e ainda posso pedir reembolso pra o plano e desconto no imposto de renda.
    Se o plano não autoriza uma cirurgia muito cara, em 24h você pode conseguir uma liminar na justiça liberando a cirurgia (principalmente se houver risco de vida).
    Provavelmente irei, pra morar, no fim do ano pra CA, mas continuarei em contato com os médicos daqui e provavelmente faça como outra pessoa me disse que faz, ela vem anualmente fazer um check up nas férias e deixa pra fazer nos EUA só as emergências que não tiver como esperar.
    Continua assim mesmo?
    As mudanças que Obama fez nos seguros saúde não melhoraram a cobertura? Não obrigaram a parar de recusar clientes ou exames?

    Obrigada pela atenção e aguardo mais informações sobre isso e o como foram suas experiências com os planos de saúde dos EUA.

  20. Olá Polly

    Desculpe pela demora.Sorte sua que seu seguro de saúde é bom. Pois a maioria dos seguros em qualquer parte do planeta só pensam no lucro e não no bem estar de seus clientes. Uma restauração de dentes aqui (particular) custa 150 dólares. Conheço uma pessoa no Brasil que fez implante parcial na boca e pagou 10 mil reais (particular) e pelo que sei seguro não cobra implante dentário já que eles consideram isso como estética assim como cirurgia plástica. Acho que você teve sorte de um seguro que aceita tudo por que nem todos cobrem tudo. Sim, as mudanças no sistema de saúde melhoraram bastante,muita gente está pagando menos por mais cobertura e bem mais pessoas estão conseguindo obter seguro e sim, as empresas de seguro não podem mais negar pessoas baseando-se em doenças pré-existentes.

    Pessoalmente, nunca tive problemas algum com planos de saúde. Esse negócio de emergência no hospital ficar um absurdo é verdade agora se a pessoa nao tem dinheiro o governo paga. Uma coisa que não entendo é essa informação que te passaram sobre não pedir todos os exames, esse não é a primeira vez que ouço isos. Não sei em que parte dos EUA elas moram mas olha, se tem uma coisa que é diferente na emergência do Brasil e dos EUA é quantidade de exames que médicos americanos te pedem para fazer o diagnóstico e você não sai do hospital sem ter passado por toda a bateria de exames que o médico acha necessária. Ao contrário dos médicos brasileiros que ficam no achismo e não pedem os devidos exames. Experiência própria (no Brasil) essa última.

    Quando você chega na emergência americana, a única coisa que eles te pedem é sua identidade, eles te atendem primeiro e depois de ter feitos todos os exames e tudo mais, na saída é que eles fazem a parte financeira. Você até consegue consultas com especialistas por bem menos se seu caso é urgente e você não tem muito dinheiro. Conheço casos assim também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *