Dicas de viagem, Para Estudantes, Para imigrantes

Os Fatores A Considerar Antes De Se Mudar Para Os EUA

vistos EUA, como morar nos EUA, viver nos EUA,

Tem muita gente que acha que é fácil vir trabalhar, morar e estudar nos Estados Unidos. Mas a coisa não é bem assim não.

Isso não significa que você deva desistir do seu sonho, longe disso. O que isso quer dizer é que você deve buscar se informar antes de se jogar de cabeça na idéia de vir para os EUA sem preparação alguma.

Informação é tudo e quando se trata de morar nos EUA (e em qualquer outro país, por sinal) e ela vai te salvar de muitas confusões e imprevistos.

O que acontece muitas vezes é que brazucas que desejam vir para os EUA costumam colocar a carruagem na frente dos bois.

Eles se preocupam com detalhes fúteis e que não são de extrema importância no momento e que podem bloqueá-los mentalmente das informações necessárias para conseguir realizar seus sonhos.

Mas com o que devo me preocupar primeiro (você pergunta)?

Primeiramente você deve se preocupar em conseguir um visto. Essa costuma ser uma das partes mais difíceis dependendo da sua situação em geral (digo emprego, escolaridade, se você possui família ou não no Brasil e etc). Para saber mais leia nosso post sobre Básicos Para Tirar Vistos Para Os EUA.

Um exemplo de falta de informação nesse caso costuma ocorrer muitas vezes, quando pessoas buscam tirar vistos às pressas e para os quais elas não preenchem todos os requisitos. Qual o resultado disso? Visto negado.

E o que pode acontecer depois disso? Uma vez que você tentar tirar outro visto (geralmente no desespero muitos o fazem logo após terem sido negado o primeiro visto)pode causar suspeitas por parte da imigração, a qual por sua vez pode negar o visto novamente.

Mas o que fazer para evitar esse tipo de problema (frustrante)?

A chave aqui é saber exatamente qual tipo de visto você pode conseguir antes de aplicar para ele.

Como fazê-lo? Simplesmente buscando informações sobre os diferentes tipos de vistos no site do consulado americano mais próximo de você. Esses sites geralmente possuem duas versões, uma em inglês e outra em português para facilitar o entendimento das regras.

Então não saber  inglês não é desculpa para deixar de procurar as informações que você precisa de como morar nos EUA.

Mas e se você precisa ir além do site do consulado, deve saber que muitos websites possuirão aquilo que você busca, porém a maioria deles será em inglês.

O lado bom é que você pode usar o Google Translator para traduzir essas páginas. A tradução deles não é lá super excelente, mas já ajuda bastante. Portanto sem desculpas.

Outra coisa que muitos brasileiros pensam é que eles terão completo controle de suas escolhas uma vez que eles conseguem um visto para os EUA.

Mas novamente, eles se enganam. Não digo isso para assustá-lo mas para que você saiba que com um visto há direitos e deveres e se as regras do mesmo forem desrespeitadas, o indivíduo que o possui pode ter seus direitos anulados.

Vamos usar alguns exemplos. Há muitos brasileiros que conseguem o visto de turista (e ultimamente é bem mais fácil tirar esse visto do que outros, ao contrário de certo tempo atrás) e pensam que ao chegar nos EUA podem trabalhar.

Se eles tivessem se informado de verdade sobre os direitos que esse tipo de  visto concede veriam que autorização de trabalho não é um deles.

Quebrar a regra e trabalhar com um visto de turista é errado e traz problemas.

Outro exemplo, muitos profissionais pensam que a partir do momento que eles forem contratados por empresas nos EUA, eles poderão escolher a região onde querem morar, que eles podem quebrar o contrato e ainda ficar legalmente nos EUA, entre outras coisas.

Mas mais uma vez, não é assim que as coisas funcionam. Vejamos, esses profissionais serão contratados e enviados para a filial da empresa que precisa dos serviços deles e não àquela que eles desejam. Portanto eles não têm escolha sobre a cidade americana onde vão morar.

Eles não podem quebrar o contrato com a empresa, pois o visto e permissão de trabalhar que eles possuem é ligada a quem os contratou. Uma vez que o contrato é quebrado, eles devem retornar ao seu país de origem.

Coisa parecida ocorre com estudantes que pensam que podem trabalhar por ter o visto de estudante. No entanto são raros os casos onde o governo americano permite que estudantes trabalhem e quando eles o fazem o emprego deve ser na escola e somente part-time.

Outro ponto a levar em consideração é que nem sempre será possível trabalhar na área profissional que se deseja também.

Muitas vezes por ter tal formação acadêmica, você pode pensar que pode exercer a mesma profissão nos EUA. Mas esse é raramente o caso (a não ser que você tenha visto de trabalho especializado, o qual exige muito estudo e habilidades práticas na área).

Mas qual o porquê disso? O sistema de estudo nos EUA é descentralizado, portanto não existe somente um orgão que avalia diplomas estrangeiros. Isso faz com que dependendo da região americana onde um indivíduo está localizado, as regras sejam diferentes.

Sendo que poderá ser mais fácil ou mais difícil validar seu diploma e conseguir todas as certificações necessárias para trabalhar na sua área.

Alguns cursos americanos e brasileiros sequer existem nos dois países e o currículo daqueles que existem em ambos pode mudar drasticamente.

Exigindo assim que formados com diplomas brasileiros tenham que conseguir créditos extras (horas-aulas) para suprir a deficiência em certas matérias, entre outras coisas.

Dependendo do diploma você nem sempre será considerado “formado” nos EUA.

Nem sempre você poderá levar os acompanhantes que você quer para os EUA ou nem sempre eles poderão ter uma vida normal enquanto aqui.

Há certos vistos que permitem que se leve acompanhantes contigo para morar temporariamente nos EUA.

O que se deve levar em consideração aqui é que nem sempre você poderá levar quem você deseja.

Um exemplo disso é quando se possui filhos maiores de idade sejam eles solteiros ou casados. Muitas vezes eles somente poderão ser levados e permancecer alguns meses com a família antes de retornar ao Brasil.

Outro exemplo é no caso de um profissional que deseja levar seu esposo com ele só para descobrir que terá que sustentar seu parceiro por aqui, já que somente aquele que possui a autorização de trabalho poderá trabalhar.

Resumindo, o brasileiro depende dos direitos expressos pelo visto para fazer tudo o que deseja. Por essa razão é importante saber se aquele visto que você escolheu é realmente aquele que te ajudará a realizar todos os seus sonhos.

Mas daí você pode me dizer que há vistos que podem ser mudados para outros tipos ou ainda extendidos.

Sim, no caso da extensão o único benefício será ficar um pouco mais de tempo dentro do país com os mesmos direitos e deveres do visto que você já tem.

No caso de troca de vistos, devo dizer que somente alguns deles permitem isso e que eles geralmente te dão as escolhas para quais vistos você pode trocar, o que nem sempre é aquilo que se espera.

Depois de todo esse papo, você pode estar se perguntando “mas e aquelas pessoas que vão para os EUA e fazem tudo que querem e se dão bem por lá?”

Esses indivíduos provavelmente pertencem à uma das seguintes categorias:

Ou eles possuem vistos que garantem direito de imigração, o Green Card, a cidadania americana ou o visto deles permite que eles façam exatamente aquilo que eles amam fazer dentro dos EUA.

Conheça quais os vistos que mais dão chances para conseguir o Green Card nesse post.

Agora você não pode se indignar muito com isso  e o porquê está no fato de o Brasil ter regras similares para os estrangeiros que desejam viver no Brasil.

Imagem:
By Gabrielsouza15 (Own work) [Public domain], via Wikimedia Commons

Gostou Desse Post? Achou Ele Útil? Então Compartilhe Com Seus Amigos!

8 comentários sobre “Os Fatores A Considerar Antes De Se Mudar Para Os EUA

  1. Alguns pontos que na minha opinião deveriam ser levados em conta por todos os brazucas que pretendem se aventurar pelas terras do tio SAM:
    1-existem leis, que são levadas a sério e cumpridas á risca.
    2-não existe ‘jeitinho’, ‘pisou na bola’ é multa ou ‘cana’ na certa.
    3-o tratamento para estrangeiros, especialmente ‘latinos’ e/ou quem não fala Inglês não é dos mais cordiais.
    4-carnaval e futebol não é o forte por lá.
    5-se o candidato for daqueles que dizem ‘não como sem feijão’…feijão só nas ‘tiendas’ e não se encontra com facilidade em qualquer mercado.
    6-esquecer quase tudo que viu nas séries e filmes: Todo mundo rico, poderoso, inteligente…mulheres belíssimas; A realidade não é BEM assim.
    7-prostituição é proibida e da ‘cana’
    8-e o pior de tudo: Nos EUA se trabalha BEEEEEEEEEEEEEEEEM mais que aqui….LOL !!! (como diz um amigo que mora lá: De que me adianta ganhar super-bem se eu não tenho tempo para desfrutar a vida ?) é de casa para o trabalho e vice-versa…

  2. Olá luh adorei seu novo post bom todos são ótimos
    luh eu queria saber assim pelo que eu fiquei sabendo se der tudo certo não vai mas precisar de visto para entrar nos estados unidos se caso isso acontecer mesmo brasileiros podem morar nos eua ?
    como sera isso voce sabe me responder
    ?
    obrigada luh

  3. Dayane,

    Obrigda pela participação. Se isso acontecer será a dispensa do visto de turista somente. Para morar, estudar, trabalhar continuará a mesma coisa. É igual quando você vista Portugal, por exemplo, você pode ficar lá por 3 meses só como visitante. Passou dos 3 meses você tem que voltar para o Brasil.

  4. oi lu e a camila novamente, eu gostaria muito que tu me ajudes a esclarecer outra duvida, se a pessoa nao tem vinculos com o seu pais tipo casa,carro ou outros bens o seu visto e automaticamente negado?mesmo que ela apresenta provas de renda suficiente para financiar os seus estudos?e sera que depois de um ano de estudos nao posso trabalhar mesmo na area que tem a ver com o curso que eu faço?e que eu tenho lido comentarios diferentes alguns disem que eu posso tratar documentos que aprovem que eu trabalhe fora do campos e outros dizem que e impossivel.beijos e abraços.

  5. Camila,

    Não dá para saber se nessas condições a imigração vá negar ou não seu visto. Mesmo sem vínculos, já que você possui condições de se bancar (estudos e estada aqui), você tem que tentar. A imigação vai da sorte da pessoa também. Já ouvi de pessoas com tudo para ser aceitos serem negados e pessoas sem vínculos nenhum aceitos. Tudo depende de como o estrangeiro se apresenta na entrevista e do oficial de imigração.

    Boa sorte,
    Lu

  6. Não acredito que pessoas vão tentar a sorte lá sem saber essas informações que são as mais básicas das básicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *