Curiosidades, Para imigrantes

O Que É Uma Cover Letter E Como Escrever Uma

Se você busca empregos nos EUA ou já mora por aqui e está à procura de um emprego sabe que é preciso de um resumè para isso.

No entanto muitas vezes somente o resumè não é o suficiente já que muitas empresas exigem a chamada cover letter em adição ao resumè.

Mas o que é uma cover letter e qual seu objetivo?

Cover letter é uma carta que serve como uma introdução para seu resumè. O formato de uma cover letter é divido em:  cabeçalho, introdução, desenvolvimento e fecho.

 

  • O cabeçalho é o padrão usado em cartas comerciais em inglês.
  • Na introdução deve-se expressar o interesse por uma vaga específica sendo oferecida pela compania em questão.
  • No desenvolvimento deve-se incluir uma breve descrição do histórico empregatício  e
  • O fecho funciona da mesma forma que fechos em cartas comerciais nos EUA.

 

Até aí tudo parece simples e mecânico. O problema é que se você não levar essa pequena carta a sério, o futuro empregador também não irá te levar a sério e te contratar.

Mas se você souber quais os erros mais comuns cometidos ao se escrever cover letters em inglês e como evitá-los, você certamente terá vantagem sobre sua competição.

Vamos aos erros que se deve evitar ao escrever uma cover letter em inglês:

Erros de ortografia:

Sorry… Só por que inglês não é sua língua materna isso não quer dizer que você vai conseguir um desconto por erros gramaticais na sua cover letter.

Acredite, empregadores americanos levam isso muito a sério. Então revise seu texto com um corretor ortográfico, revise o texto novamente e por último peça para um amigo americano revisá-lo também.

Dizer que o cargo que você procura é temporário:

Todo patrão quer que seus empregados se comprometam a trabalhar por bastante tempo para eles e ajudá-los a construir e/ou solidificar seus negócios.

Portanto mesmo se sua intenção for para trabalhar temporariamente, jamais expresse isso na sua cover letter.

Aplicar para uma vaga lá onde Judas perdeu as botas:

Há muitas coisas que podem fazer um empregador ficar suspeito da sua história empregatícia. Uma delas é quando você aplica para uma vaga bem, mas bem longe de onde você mora.

Pense comigo, o empregador pode pensar que você não consegue emprego na cidade onde você reside e ele provavelmente reflitirá sobre isso e chegará a conclusões negativas sobre o porquê disso.

Además será sempre mais viável (leia-se econômico) para empresas contratarem pessoas locais.

Então procure justificar o porquê da sua escolha de buscar um emprego longe de casa, se esse for seu caso.

Obviamente se você pretende se mudar para outro estado americano ou uma cidade longíngua, essa é uma boa explicação em si. Inclusive, muitos americanos tendem a se mudar bastante de estados durante suas vidas, então essa prática é comum.

Não especificar qual seu cargo de interesse:

Ser muito vago por pensar que isso te dará mais chances de conseguir a vaga não é uma  boa idéia, já que empresas americanas (e acredito que as brasileiras também) procuram candidatos que possuem as qualificações e que sejam diretos sobre o que buscam e como suas habilidades podem ajudar a compania crescer.

Eles não querem um empregado que faça “qualquer coisa”, eles querem um empregado que faça “algo específico”muito bem.

Não saber explicar o porquê você deve ser contratado para a vaga:

Outro pecado capital ao se escrever uma boa cover letter é não saber fazer seu marketing pessoal. A primeira pergunta que um empregador americano pensará ao ler sua cover letter é “Por quê devo contratar esse indivíduo?”.

Portanto se você souber responder essa pergunta da maneira mais convincente possível você possiu grandes chances de conseguir a vaga. Como convencer o empregador que você é “o cara” para a vaga?

Procure saber o que essa empresa busca. Faça sua pesquisa sobre os requerimentos necessários para trabalhar nessa profissão nos EUA (lembre-se que o caminho para certas carreiras muda bastante dos EUA para o Brasil, mesmo se elas possuem os mesmos nomes nesses países) e veja que aquilo que você tem a oferecer é o que a empresa em questão busca.

Se esse não for o caso, procure saber como conseguir as habilidades ou certificações extras que você precisa ter e aplique novamente para a vaga futuramente.

Nem pense em aplicar para uma vaga que você não possui qualificação para preencher. Isso é perda de tempo, seu e da empresa para a qual você enviou sua papelada.

Então pesquise sobre isso tudo antes de enviar resumès e cover letters a torto e a direito.

Criar um resumè que “não bate” com a cover letter:

Você criou o resumè perfeito para a vaga que você almeja, no entanto você pensou que a cover letter era somente uma simples carta e se esforçou menos ao escrevê-la do que seu resumè.

Bem, a má notícia é que a cover letter é a primeira coisa que um prospectivo empregador lê e muitas vezes é somente isso que ele lê.Portanto faça com que a cover letter e o resumè se complementem.

Falta de profissionalismo:

Reclamar de chefes, colegas de trabalho e cargos anteriores é anti profissional e algo sempre a ser evitado. Por mais que você deteste aquele xarope do seu ex-chefe.

Nenhum empregador que trabalhar com uma pessoa que só reclama ou que causa problemas (brigas, fofocas, barracos) no ambiente de trabalho. Então se concentre naquilo que você executou bem nos seus empregos anteriores (mesmo se você não amava aquele emprego) ao escrever sua cover letter.

Encontre um balanço saudável entre profissionalismo e originalidade:

Profissionalismo é ótimo e necessário. Mas empregadores americanos buscam algo além disso, eles querem uma pitada de originalidade. Não estou falando de originalidade doida e fora de controle, mas aquela de criar algo que realçe sua importância e habilidades.

Se você conseguir criar algo original na sua cover letter e que esteja dentro dos limites das regras de profissionalismo, sua cover letter não passará desabercebida aos olhos dos que a lerão.

Essa dica é simples: faça com quem leia a cover letter se lembre de quem você é… De uma maneira positiva.

Agora você já tem uma boa idéia de como escrever uma cover letter e como se diferenciar da competição. Mãos à obra e boa sorte.

[jetpack_subscription_form title=” Fique por dentro dos posts do blog!” subscribe_text=” Coloque seu email abaixo” subscribe_button=” Confirme Sua Assinatura!”]

Quer morar nos EUA?

Gostou do post? Compartilhe!

8 comentários sobre “O Que É Uma Cover Letter E Como Escrever Uma

  1. Lu, tenho algumas perguntas: É comum os americanos entrarem com ação no justiça se os mesmos forem ou se sentirem lesados no trabalho? O futuro empregador costuma checar se o futuro employee já processou alguma empresa antes de contratar? É porque nós bem sabemos que se a gente faz isso aqui no Brasil mesmo que a empresa esteja de fato errada isso nos causa um enorme problema para conseguir um novo emprego por aqui, isso ocorre por ai?

  2. Oi sheila,

    Se uma pessoa se sente lesada pelo seu empregador aqui ela certamente irá processar o empregador. Não é à toa que advogados trabalhistas e muitos outros tipos de advogados (mais deixo isso para outros tópicos) proliferam por aqui e fazem verdadeiras fortunas. É só ligar a TV para ver.

    Empregadores daqui checam tudo, o chamado background check. Eles checarão se você tem passagem pela polícia, processos jurídicos, se usa drogas, se há problemas tipo pornografia, comportamento e etc. Eles até fazem uma varredura de perfis online se possível. Por isso muitos Headhunters daqui dizem que é preciso tomar muito cuidado com o que se escreve em perfis online.

    No caso se o processo é justo naturalmente não haverá problemas em se conseguir um emprego aqui. É claro que isso também depende da empresa em questão. Agora se a ação foi frívola, daí qualquer empregador vai ficar com medo né?

    No fim das contas, sua maneira de expressar o ocorrido, seja durante a entrevista, ao preencher formulários ou escrever o resumè, é que vai influenciar a decisão da empresa em te contratar ou não.

    Inclusive já escrevi sobre algumas perguntas que não podem ser feitas em entrevistas de emprego e formulários no post abaixo:
    Perguntas Indiscretas em Entrevistas De Emprego Nos EUA

    Aconselho que você compre o livro 60 Seconds & Your’re Hired escrito por Robin Ryan. Esse livro é muito útil para te ajudar a conseguir um emprego aqui.

    Abçs,
    Lu

  3. Lu,

    Adorei o post… super esclarecedor!!! Eu nem sabia que existia a cover letter!!!

    Muito obrigada por estar sempre nos ajudando!!

    Marionb5vh

  4. Olá Marion,

    É verdade a gente nem usa a cover letter no Brasil. É bom saber dessas pequenas coisas quando se deseja entrar em um mercado de trabalho diferente do qual estamos acostumadas.

    Não há de que e continue ligada no blog e participando.

    Abçs,
    Lu

  5. Boa Tarde Lu

    Tenha uma pergunta :

    O que é preciso fazer caso um pós-formando em nível superior , queira adquirir o cover letter + resumè mesmo sem experiencia ,
    ele pode adicionar suas habilidades para o futuro emprego ?

  6. Olá Nicholas,

    Boa pergunta. Se você é recém-formado e ainda não possui experiência direta na área de emprego para a qual você pretende concorrer, você pode listar quaisquer outras experiências de trabalho ou de trabalho voluntário que você já fez que podem ser ligados indiretamente a sua área de expertise. Mas essa ligação TEM que fazer sentido para o empregador quando ele ler sua cover letter e seu resume e TEM que ser verdadeira.

    Por exemplo, se você é formado de administração e não trabalhou ainda na área, no entanto já trabalhou como organizador em qualquer tipo de trabalho voluntário, você poderia listar suas habilidades administrativas e de liderança e etc que você usou enquanto voluntariava e usar dados para provar sua capacidade, por exemplo, se o intuito da organização que você ajudou era arrecadar tanto de dinheiro para fazer tal coisa, você pode dizer que durante tanto tempo sua habilidade de liderança e etc etc, ajudaram a organização a arrecadar X quantia em dinheiro, batendo as arrecadações do ano anterior.

    Esse é só um exemplo. Só por que você não trabalhou diretamente na área profissional na qual vc se formou isso não quer dizer que você não tenha pelo menos algumas das habilidades para tal e vc sempre pode prover exemplos práticos disso vindos do seu cotidiano, de estágios, de trabalho voluntariado, de participacão em quaisquer grupos e etc.

    Mas você tem que convencer o empregador que você não somente possui algumas dessas habilidades(eles entenderão que vc ainda não possui todas elas já que não trabalhou na área) mas tem que saber provar que realmente possui as que vc listou. Afinal, eles provavelmente vão te testar nisso.

    Capisce? Sucesso!

  7. Bom dia! Estou pleiteando uma vaga de Arquiteto nos EUA. Nesse momento estou em visita de lazer nos Estados Unidos e retorno semana que vem para o Brasil, mas fiz alguns contatos com escritórios locais e eles solicitaram a tal “cover letter” e o resume, isso inclusive eu já estou fazendo, a principal questão é que alguns perguntaram sobre a permissão para trabalhar nos EUA. Sendo assim, surgiu a dúvida: se hoje tenho visto de turista, como posso conseguir a tal permissão? Estives pesquisando e descobri no próprio site do consulado que existe uma categoria de visto específica para minha área (Arquitetura), mas a principal questão é: como tenho chance de conseguir o referido visto se ainda não tenho a vaga garantida nos EUA? Ou como o empregador vai me selecionar se eu preciso necessariamente dessa permissão de trabalho antes? Estou um pouco confuso quanto à essas questões, você poderia me esclarecer? Agradeço desde já pela atenção! Muito bom o seu blog!!!

  8. Boa tarde Antonio…Obrigada pela mensagem. A ordem é essa:

    Você estando no Brasil concorre a vagas de empresas americanas que patrocinam o H1B, ou seja, elas estão dispostas a abrir o processo do visto de trabalho para profissionais estrangeiros qualificados. Quando elas buscam estrangeiros costumam listar que patrocinam o visto de trabalho na descricao da vaga. E quando nao patrocinam, tambem colocam na descricao da vaga. Se nao há nada na descricao ou eles dizem que a pessoa tem que ter carteira de motorista, green card ou autorizacao de trabalho é pq elas nao estao interessadas em contratar estrangeiros para tal vaga.

    A empresa abre o processo junto ao Departamento de trabalho americano e ao USCIS (imigracao americana).

    Daí você pede o visto no consulado americano no Brasil. E se o visto for concedido você vem trabalhar aqui. O visto de trabalho dá a autorização de trabalho. Faz parte do processo.

    você pode até tentar conseguir uma vaga numa empresa americana agora mas a 1a coisa que vão te perguntar é se voce tem a autorizacao de trabalho e voce nao vai passar nem na primeira parte do processo seletivo.

    Você nao tem como conseguir tirar autorizacao de trabalho pois visto de turismo não oferece opcao de tirar autorizacao de trabalho. Só vistos que permitem que a pessoa trabalhe nos EUA dao essa permissao.

    “como tenho chance de conseguir o referido visto se ainda não tenho a vaga garantida nos EUA?” Quando falamos de vistos nunca há nada garantido. Voce tem que conseguir a vaga primeiro. Se voce tiver o perfil profissional que empresas que patrocinam o visto de trabalho buscam, voce tem chances. Mas se nao tentar nao sabera.

    “Ou como o empregador vai me selecionar se eu preciso necessariamente dessa permissão de trabalho antes?”Como ja te disse a autorizacao faz parte do processo do visto de trabalho.

    Entao o principal a entender é que a tal empresa tem que estar disposta a contratar estrangeiros ou ela tem uma historia de contratacao de funcionarios estrangeiros. senao fica dificil.

    Sucesso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *