Dicas de viagem

6 Dicas De Viagem Para Os EUA

Quando se visita um país diferente deve-se planejar o itinerário bem e ter em mente certos fatores para dessa forma aproveitar suas férias ao máximo. Cada país possui suas peculiaridades e como o tema do blog é Viver Nos EUA seguem abaixo algumas dicas básicas para te ajudar a planejar a sua viagem de férias ou de negócios para os Estados Unidos.

Falaremos sobre os seguintes fatores e como saber mais sobre eles ajuda a minimizar situações indesejáveis na sua viagem para os EUA e dentro dos EUA : conhecimento da área, do clima da região, dos aeroportos e meios de transporte disponíveis na área, lugares turísticos e dinheiro.

Conhecer a área é importante:

O primeiro fator que se deve considerar é seu conhecimento da área, saber sobre ela te ajudará a aproveitar seu tempo ao máximo na sua viagem. Procure saber sobre os melhores restaurantes a seu alcance que não abusem do seu orçamento para comida. Quais as atrações e cidades que estão próximas de você e que você sequer sabia da existência das mesmas, entre outras coisas do tipo.

Como o clima da região influencia sua bagagem:

O conhecimento do clima da área é super importante e deve ser uma das primeiras coisas a serem notadas já que você depende dessas informações para evitar chegar lá e morrer de frio ou de calor por não ter roupas apropriadas para o clima. O mesmo pode ser dito em relação aos tipos de eventos que você participará… Você não vai querer aparecer de chinelo e de bermuda em um jantar formal, vai?

Para os jovens que querem sair pelas baladas  duas coisas importantes a lembrar. A primeira é em relação á idade: jovens menores de 21 não entram em nightclubs nos EUA, embora haja poucos clubes ( e costumam ser poucos mesmo!) nos quais a idade mínima para entrar é de 18 anos deve-se lembrar que mesmo nesse último caso aqueles menores de 21 não podem consumir bebidas alcóolicas.

A segunda é em relação as roupas: muitos nightclubs americanos possuem código de vestimentas, isso quer dizer que um indivíduo pode ser barrado na entrada por não estar vestido nos trinques o suficiente e isso vale tanto para os homens quantos para as mulheres (mas não acho que isso será muito problema para jovens brasileiros). Então faça sua mala de acordo.

Os aeroportos:

Procure se informar sobre os aeroportos da região (especialmente aqueles que você utilizará), já que isso será útil no seu gerenciamento de tempo. Por exemplo, se você sabe que o aeroporto que você precisa usar é sempre lotado de gente e que chegar uma hora e meia mais cedo seria mais apropriado para evitar dores de cabeça. Uma rápida pesquisa em sites americanos pode te ajudar em relação a esses detalhes.

O transporte público:

Informe-se sobre e tipos de transporte disponíveis naquela área (você precisará se locomover, não? E nem sempre táxis são a melhor opção… A não ser que a cidade que você esteja visitando seja Nova Iorque) e o que é preciso para utilizá-los. Saiba também pelo menos pronunciar o nome dos locais que você quer visitar para pode tanto dizer ao taxista quanto ao pedir pelo bilhete correto. Caso você não fale muito inglês, sempre leve anotado contigo para poder mostrar o nome correto.

Saiba mais sobre o transporte público nos EUA.

Muna-se de mapas, aplicativos e procure saber sobre os Pontos Turísticos da região:

Conheça quais os os pontos turísticos mais famosos , você certamente irá querer visitá-los e isso facilitará a delineação do seu itinerário. Porém um detalhe, cuidado com a fama de certos pontos turísticos, já que muitas vezes você pode ouvir que tal praia ou restaurante  é uma maravilha quando na verdade eles passam longe das suas expectativas. Isso acontece em pontos turísticos no Brasil, por quê não ocorreriam aqui também, não é?

Tourist traps:

Outra coisas importante a lembrar no caso de pontos turísticos são as chamadas “tourist traps”, você sabe… Aquela lojas que vendem itens baratíssimos por preços absurdos, restaurantes que cobram preços exorbitantes por uma garrafinha de água ou ainda atrações que não são nada comparadas aos folhetos que as descreviam e tal, então sempre fique esperto em relação a isso também para usar seu dinheiro em experiências que sejam inesquecíveis.

Uma das melhores maneiras de se livrar de muitas “tourist traps”é pedir informações para as pessoas que moram no local (e os donos das lojas não valem, por motivos óbvios) elas com certeza poderão te indicar os melhores locais a se visitar e tal.

Falando em dinheiro, lembre-se de evitar a maioria dos caixas eletrônicos disponíveis em locais onde há feiras e etc, já que esses caixas tendem a cobrar taxas por cada transação, elas podem ser de no mínimo três dólares cada.

Saber é poder, portanto se informe sobre tudo da cidade americana que você quer visitar e boa viagem!

1 comentário on “6 Dicas De Viagem Para Os EUA

Faça parte da conversa: