Cultura Americana, Curiosidades, Para Estudantes

A Independência Do Jovem Americano

Jovens americanos tem uma mentalidade que difere em certos aspectos da mentalidade de jovens brasileiros e isso acontece devido a diferente criacao e assimilacao de valores sociais impregnados pelas duas culturas. Ha muitos  valores que servem de base para a sociedade americana. Um deles e a independencia, e e sobre ele que vamos falar abaixo.

Vamos comecar com um pequeno insight sobre a infancia de um tipico jovem americano. Quando crianca ele/a e deixado por muito mais tempo sozinho e aprender a cultivar varios hobbies desde pequeno.

A falta da presenca constante dos pais deve-se ao fato de que casais americanos geralmente trabalham para sustentar a familia e mantem um plano de tarefas domesticas, o qual especifica quem pegara as criancas na escola, as levara ao jogo de futebol, quem ajudara na tarefa de casa e assim por diante assim como tambem um horario com as atividades extra-curriculares das criancas. Esse “isolamento” ou distancia dos pais aumenta o espirito de independencia e necessidade de espaco privado por parte da crianca.

Quando a crianca torna-se adolescente algo que tipicamente ocorre é que a participacao do jovem ainda mais em associacoes da comunidade na qual ele/a vive e tendencia a maior nivel de  socializacao. E a comum busca de identidade por parte do jovem, que precisa entrar em contatos com pessoas com gostos similiares aos dele/a para consolidar sua personalidade.

E é nessa época, que eles comecam a estudar no colegial/ensino medio e tambem conseguem seu primeiro emprego (que geralmente e em redes de fast food, restaurantes, resumindo geralmente no setor de alimentacao, o qual e bem forte aqui nos Estados Unidos).  Assim que eles tem um emprego fixo e terminam o colegial eles geralmente enfrentam a decisao de somente continuar no mercado de trabalho e subir na vida sem adquirir mais educacao formal, somente tendo como experiencia o conhecimento do ramo no qual eles trabalham ou tentar entrar para faculdades/universidades.

Como ha diversas diferencas entra as universidades americanas e brasileiras, incluindo o pagamento de aula hora mesmo em faculdades publicas, alguns pais guardam dinheiro em contas especificas para a educacao de seus filhos. Quando a crianca alcanca 18 anos ela pode usar o dinheiro para pagar por seus estudos.

Se esse for o caso o jovem usara os fundos para entrar numa universidade e possuem a escolha de ja ir morar na escola, longe dos pais, ou escolher uma escola mais proxima e cortar os custos de moradia.

Quando os pais nao tem como guardar muito/qualquer dinheiro para o futuro dos filhos a independencia do jovem e colocada mais cedo em pratica. Caso estudar for mesmo uma vontade muito forte do individuo ele continuara trabalhando ate conseguir dinheiro o bastante pra pagar alguns “creditos” em qualquer universidade. A educacao americana e mais flexivel que a brasileira e certas escolas permitem que o estudante leve o tempo que precise para terminar seu curso.

De qualquer forma, estudando ou nao, e muito comum que os filhos saiam antes dos 21 anos de casa e ja tenham trabalho fixo. E tanto os pais quanto os jovens geralmente apoiam essa decisao. Os pais porque desejam aproveitar suas aposentadorias ou seu casamento e os filhos porque nao “aguentam” viver sob as “regras domesticas” que sua familia impoe.

É assim que nasce  a independencia de um adulto americano. Obviamente existem excessoes a regra e nos ultimos anos, devido a toda tecnologia ao nosso redor, a populacao jovem daqui e em geral, esta tornando-se cada vez mais dependente dos pais. Algo que era raro.

3 comentários sobre “A Independência Do Jovem Americano

  1. gostaria de saber se ,por ser tão independentes ; mesmo que os pais guardam dinheiro para os estudos dos filhos. E na época que começam a estudar no colegial e conseguem o 1º emprego e depois se formam; mas alguns escolhem ir para a faculdade ; e os que só querem estudar( estudar na faculdade) , e não trabalhar eles são sustentados pelos pais mesmo só estudando!!!!!! Até o final de todos os estudos de 4 anos. bacharelado , mestrado……… Ou só até os 4 anos .
    Ficaria grata por responder.

  2. Carolina,

    Não são todos casais americanos que têm dinheiro de sobra o suficiente para bancar todo o estudo de seus filhos. Sim, alguns deles economizam algum dinheiro e o colocam em poupanças mas elas não costumam ser muito, levando-se em consideração o custo total da educação superior por aqui. Además há muito incentivo financeiro do governo americano para aqueles que querem um diploma (qualquer um que tenha força de vontade e seja inteligente pode virar um médico. É só querer), o qual deve ser pago depois do término do curso. Por essa razão muitos estudantes universitários americanos recém-formados saem das universidades com dívidas.

  3. Meu comentário e que os valores familiares estão invertidos em quase todo o mundo; hoje em dia quase todas mães querem trabalhar e ter filhos ao mesmo tempo e buscar a sua independência e se esquece do papel primordial das mulhes que é zelar pelo bem estar da família ela é uma educadora ela é a que qualifica o caráter de seus filhos enquanto que o pai buscam o pão de cada dia para seu lar é claro que existe exceções em alguns casos para que elas sejam provedoras e educadoras ao mesmo tempo. Com certeza o sr.vai julgar tudo com sabedoria e justiça. Vejo que é preciso ver com cautela a questão dessa família se eles tem realmente culpa no cartório, se omitiram em informar as autoridades ou se faltou apoio dos pais nesse caso pois o jovem seja qual for o seu problema ele é um filho de Deus e tem que ser tratado como tal.e que caso dessa natureza jamais venha acontecer. E claro que o rapaz esta errado mas tem de ver se os pais também estam errados e todos devem ser punidos com rigorosidade e não só filho.

Faça parte da conversa: